Em atuação de Cássio, Walter garante empate para o Timão

Goleiro reserva faz defesas importantes e ainda conta com a sorte no 0 a 0 diante do Cruzeiro no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte

Marcelo Mora
São Paulo

O goleiro Walter teve a sua noite de Cássio e garantiu para o Timão um empate em 0 a 0 com o Cruzeiro, ontem à noite, em pleno Mineirão, em Belo Horizonte. Com o resultado, o Corinthians soma 12 pontos ganhos em sete jogos pelo Brasileirão. Na próxima quarta-feira, faz o clássico com o Santos, antes da parada para a disputa da Copa América. Já o time mineiro tem oito pontos em oito jogos.

Zagueiro cruzeirense Dedé ganha dos zagueiros corintianos em disputa pelo alto, no Mineirão
Zagueiro cruzeirense Dedé ganha dos zagueiros corintianos em disputa pelo alto, no Mineirão - Bruno Haddad/Cruzeiro

Com o reserva no gol, em substituição a Cássio, que está servindo à seleção brasileira, o Timão teve de enfrentar um verdadeiro bombardeio de chutes de média e longa distâncias por parte dos cruzeirenses no primeiro tempo. Thiago Neves, por exemplo, foi quem mais arriscou arremates de fora da área, sempre levando muito perigo. Robinho, Pedro Rocha, Sassá e Henrique também tiveram oportunidades de chutar a gol.

O Timão, por sua vez, tentou trocar passes para abrir a defesa adversária, mas, sem opção de jogadas pelas laterais, quase não ameaçou a meta de Fábio. Para complicar, logo aos 16min perdeu o lateral direito Michel, substituto de Fagner, que também servirá à seleção na Copa América, sentindo lesão na coxa direita. Sem opções no banco, Carille teve de improvisar a entrada do zagueiro Bruno Méndez na posição.

Na segunda etapa, o campeão paulista continuou a manter a posse de bola para tentar envolver o adversário, mas sem qualquer efetividade. A Raposa, por sua vez, esperava para roubar a bola e sair em velozes contra-ataques. Aos 17min, Danilo Avelar quase marcou de cabeça em cobrança de falta; Fábio fez grande defesa. Três minutos depois foi a vez de Walter aparecer bem em cabeçada de Dedé, após cobrança de escanteio. Na sequência, o goleiro corintiano fez seguidas intervenções. E ainda provou que tem sorte: aos 34min, Dodô pegou de primeira e a bola explodiu no poste esquerdo da meta corintiana.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.