Descrição de chapéu INSS

Veja quem terá aposentadoria de R$ 3.000 antes da reforma

Regras de cálculo vão mudar; Agora mostra qual a média salarial que dá benefício maior

Cristiane Gercina
São Paulo

Com as mudanças nas aposentadorias do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), os trabalhadores não vão mais conseguir o benefício com as regras atuais. A tendência é que os valores diminuam bem após a reforma da Previdência.

O deputado Samuel Moreira, relator da comissão especial da Reforma da Previdência, à esq., conversa com o deputado Marcelo Ramos, presidente da comissão, durante sessão de apresentação e leitura de seu relatório, em 13 de junho - André Coelho/Folhapress

Isso porque o relatório da reforma, apresentado na quinta-feira (13) pelo deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), trouxe poucas alterações para quem é da iniciativa privada na comparação com a PEC (proposta de emenda à Constituição) do governo Bolsonaro.

Quem está perto de atingir as condições mínimas pode se programar e calcular o valor do futuro benefício. Com a ajuda do Ieprev (Instituto de Estudos Previdenciários), o Agora mostra hoje quem consegue ganhar até R$ 3.000 de aposentadoria.

As simulações trazem exemplos de idade, tempo mínimo de contribuição e valor da média salarial para que se chegue aos R$ 3.000 de renda mensal.

Os dados se referem a dois tipos de aposentadorias possíveis hoje: por idade e por tempo de contribuição.

No caso do benefício por tempo de contribuição, as simulações levam em conta pedidos feitos pela regra 86/96 e com o fator previdenciário.

Quem chega à pontuação mínima ao somar 86 pontos na idade e no tempo de contribuição (mulheres) e 96 (homens) tem a aposentadoria sem desconto. Já com o fator, o benefício é reduzido.

Na aposentadoria por idade também há redutor para quem se aposenta com 15 anos de INSS, que é o tempo mínimo, até 29 anos. Quem tem 30 anos de contribuição e idades mínimas de 60 anos (mulheres) e 65 anos (homens) também ganha 100% da média salarial. 

Nestes casos, se tiver uma média salarial de R$ 3.000, o trabalhador consegue um benefício previdenciário exatamente neste valor. 

Mudanças vão diminuir renda de 20% a 30%

A reforma da Previdência prevê alterações nos cálculos da média salarial e do valor final dos benefícios. Hoje, a média é feita levando-se em conta os 80% maiores salários desde julho de 1994; os 20% menores são descartados pelo INSS. 

Se as mudanças no INSS passarem como estão propostas no relatório, serão considerados 100% dos salários desde o início do Plano Real. A renda diminui de 20% a 30%, em média.

Quem consegue o benefício | Entenda as regras

  • Os segurados que estão próximos de se aposentar pelas regras atuais podem calcular o quanto vão ganhar
  • O INSS tem um simulador de valor do benefício conforme os salários recebidos desde julho de 1994
  • O Agora traz hoje combinações de idade, tempo de contribuição e média salarial que levam a um benefício de R$ 3.000

Na aposentadoria por idade
Hoje, os segurados com 15 anos de INSS conseguem se aposentar por idade se tiverem:
60 anos, no caso das mulheres
65 anos, no caso dos homens

Cálculo
Quem tem 15 anos de contribuições recebe 85% sobre a média salarial
Se tiver 30 anos de pagamentos consegue 100%, ou seja, tem aposentadoria sem desconto

Veja a média necessária salarial neste benefício
 

Tempo mínimo (em anos) Média necessária (em R$)
15 3.529,41 
16 3.488,37 
17 3.448,28 
18 3.409,09 
19 3.370,79 
20 3.333,33 
21 3.296,70 
22 3.260,87 
23 3.225,81 
24 3.191,49 
25 3.157,89 
26 3.125,00 
27 3.092,78 
28 3.061,22 
29 3.030,30 
30 3.000,00

Em todos esses casos, os segurados vão ter aposentadoria de R$ 3.000

Na aposentadoria por tempo de contribuição
Esse benefício não tem idade mínima; para consegui-lo, é preciso ter:
35 anos de contribuição ao INSS, no caso dos homens
30 anos de contribuição ao INSS, no caso das mulheres

Há duas possibilidades:
>>Pelo 86/96
Quem atinge a pontuação mínima recebe uma aposentadoria sem desconto
Para isso, é preciso somar, na idade e no tempo de contribuição:
86 pontos, no caso das mulheres
96 pontos, no caso dos homens

Se tiver média salarial de R$ 3.000, o segurado receberá o benefício neste valor, sem nenhum redutor

Com o fator previdenciário
O fator reduz a aposentadoria de quem pede o benefício mais cedo

Para os homens

Confira a média para os homens Com 35 anos de contribuição Com 36 anos de contribuição Com 37 anos de contribuição
Idade Média necessária (em R$) Média necessária (em R$) Média necessária (em R$)
55 4.398,83  4.267,43  4.143,65 
56 4.237,29   4.109,59  3.994,67 
57 4.081,63   3.957,78 3.846,15 

Para as mulheres

Confira a média para mulheres Com 30 anos de contribuição Com 31 anos de contribuição Com 32 anos de contribuição
Idade (em anos) Média necessária (em R$) Média necessária (em R$) Média necessária (em R$)
50 5.244,76  5.093,38  4.942,34 
51 5.067,57  4.918,03  4.777,07 
52 4.893,96  4.754,36 4.615,38 

Todos esses perfis de segurados e seguradas conseguem uma aposentadoria de R$ 3.000

Fontes: advogado Luiz Felipe Pereira Veríssimo, do Ieprev (Instituto de Estudos Previdenciário), INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), e reportagem
 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.