Cauã Reymond aproveita pausa para acompanhar os estudos da filha, Sofia

Ator havia apenas começado a gravar a próxima novela das nove, 'Um Lugar ao Sol', onde fará gêmeos

Cauã Reymond
O ator Cauã Reymond - MÔNICA BERGAMO - Cauã Reymond no Instagram

Cauã Reymond estava pronto para se jogar no intenso expediente exigido por uma novela das nove, quando veio a pandemia. Em live no perfil Espaço Mundo Mãe, no Instagram, o ator contou que tem aproveitado a pausa inesperada para continuar a acompanhar com atenção as atividades escolares da filha, Sofia, 8 anos, fruto de seu relacionamento com a também atriz Grazi Massafera.
Pausa 2
Reymond já havia pedido um tempo dos compromissos no ano passado para acompanhar o processo de pós-alfabetização da pequena herdeira. O ator fará dois gêmeos na novela “Um Lugar ao Sol”, de Lícia Manzo, que sucederá “Amor de Mãe”.

ESPERANÇA A CÉU ABERTO

Com novos projetos congelados devido à pandemia, Adriane Galisteu, 47 anos, cuida da boa forma e lembra dos dias de praia em seu Instagram. Enquanto isso, a loira se ocupa do projeto Rango Solidário, ajudando a distribuir marmitas a pessoas em situação de rua em São Paulo. Entre uma ação e outra, vale fazer lives para entrevistar amigos. As conversas têm ocupado parte de uma agenda muito conectada com o noticiário internacional. Nesta terça (2), Galisteu aderiu à chamada “terça-feira apagada”, em solidariedade aos manifestos antirracistas surgidos nos Estados Unidos.

"Eu disse para o João Dória que se eu fosse presidente, ele estaria em maus lençóis, porque eu explicaria melhor isso, de forma mais coerente mostraria o que deveria ser feito"

Roberto Justus, criticando o isolamento social, ao Pânico, na Jovem Pan

LIGADO

Cobrado a tomar posição a favor das manifestações que protestam contra racismo, após a morte do negro George Floyd pela polícia, nos EUA, o jogador Neymar postou em suas redes sociais uma imagem toda preta, com a legenda “Black Lives Matter” (“vidas negras importam”), aderindo à campanha que repercute no mundo todo.

Neymar - Instagram/neymarjr

VIDAS NEGRAS

O cineasta Spike Lee lançou nesta terça-feira (2) um curta-metragem comparando as mortes de George Floyd e Eric Garner à de Radio Raheem, personagem de seu filme “Faça a Coisa Certa”, de 1989. Os três eram homens negros que morreram nas mãos de policiais. O vídeo foi publicado nas redes sociais do diretor.

(FILES) In this file US director Spike Lee attends the 2020 Vanity Fair Oscar Party following the 92nd Oscars at The Wallis Annenberg Center for the Performing Arts in Beverly Hills on February 9, 2020. - A host of stars including Spike Lee, Mariah Carey and Robert De Niro will feature in a telethon to raise money for New Yorkers whose lives have been impacted by COVID-19, organizers announced on May 4, 2020. The hour-long event, organized by the anti-poverty charity Robin Hood and media group iHeartRadio, will be hosted by comedic actress and producer Tina Fey on May 11. (Photo by Jean-Baptiste Lacroix / AFP) - AFP

DO AVESSO

Na contramão de Hollywood, a atriz Sharon Stone minimizou o movimento “Black Lives Matter” (“Vidas Negras Importam”) e afirmou que a morte do negro George Floyd por policiais não foi um crime racista, mas apenas uma “coincidência”.

Sharon Stone
Sharon Stone posa de calcinha aos 61 anos - @sharonStone no Instagram

VACINA

Já George Clooney escreveu um artigo onde define o racismo como “a grande pandemia” dos EUA: “Ela infecta todos nós, e em 400 anos, não conseguimos achar uma vacina”.

(FILES) In this file photo taken on May 13, 2019 US actor and film director George Clooney poses during a photocall of the Catch-22 TV show in Rome. - Hollywood star and activist George Clooney on June 11, 2019 urged the international community to go after illicit money from Sudan, voicing hope that financial pressure would change the calculus for generals who violently put down pro-democracy protests.Clooney -- a longtime campaigner for human rights in Sudan's western region of Darfur -- noted that the notorious Janjaweed militias were involved both in abuses in Darfur and in putting down demonstrations last week. (Photo by Tiziana FABI / AFP) ORG XMIT: TZF01 - AFP

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.