Integrantes da Gaviões da Fiel e da Mancha vão a júri popular

Suspeitos da morte por espancamento de dois palmeirenses em 2012

A Justiça determinou que nove integrantes da Gaviões da Fiel, do Corinthians, e dez da torcida organizada Mancha Alviverde, do Palmeiras, vão a júri popular pelas mortes de André Alves Lezo e Guilherme Vinícius Jovanelli Moreira. As vítimas eram palmeirenses.

Os integrantes dos grupos são acusados de participar da briga que deixou os dois torcedores mortos em março de 2012, na zona norte de São Paulo. O confronto foi marcado pelas redes sociais. As vítimas foram agredidas com golpes de barras de ferro e pedaços de pau durante a briga.

A medida atendeu a pedido apresentado pela promotora de Justiça Claudia Mac Dowell, da Promotoria do 2º Tribunal do Júri da capital, segundo o Ministério Público do Estado de São Paulo.

Além disso, a decisão estabelece que os nove corintianos serão julgados por associação criminosa. A mesma acusação recai sobre dez integrantes da Mancha Alviverde, segundo o MP, também mandados a julgamento por esse crime, ligado aos homicídios.

O Judiciário acolheu todas as teses sustentadas pelo Ministério Público de SP. Ainda não há data definida para os julgamentos. As torcidas não foram localizadas.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.