Descrição de chapéu Opinião

Favoritismo verde, pedreira peixeira e saudade de Vamp

Gatinha põe o dente no pescoço do rapaz, na dança do vampiro você se satisfaz, batendo palma, na levada do axé... Alô, povão, agora é fé!

Como o colunista aqui ama alho, simpatiza com crucifixo, prestou dezenas de canhotas homenagens à personagem de Claudia Ohana em “Vamp” na adolescência e detesta polêmica, deixemos o vampiro preso ontem para quem de direito noticiar, esqueçamos a dor da cônjuge nova, recatada e do lar que ficará sem o marido e tratemos das quartas de final do Campeonato Paulista, que se iniciam amanhã, com o Santos recebendo o Red Bull e com o Palmeiras visitando o Novorizontino. Corinthians x Ferroviária e São Paulo x Ituano serão realizados no domingo.

Ney Latorraca na sessão especial do espetáculo 'Vamp, o musical', no teatro Sergio Cardoso - Ze Carlos Barretta/Folhapress

Elenco mais caro e farto do país, o Palmeiras talvez seja o maior favorito dos quatro confrontos desta fase e, mesmo atuando no interior, deve trazer um bom resultado para só administrar a classificação no jogo de volta, terça-feira.

No outro duelo, mais equilíbrio. O Red Bull, invicto contra os grandes e dono da melhor campanha da fase geral, tem conjunto para complicar para o Santos.

Além de campo, torcida, camisa e tradição, outra vantagem do Peixe é a de que o seu sobrevalorizado treinador tem tranquilidade total para trabalhar: se ganhar, Jorge Sampaoli, o Fernando Diniz que fala castelhano, é gênio e reinventou o futebol (isso porque foi, disparado, o pior treinador da Copa-2018), se o alvinegro praiano for humilhado (como foi contra Ituano ou Botafogo) ou eliminado contra ninguém (River Plate-URU), é muito cedo para cobrar alguém que chegou agora e não teve tempo para trabalhar, adaptar-se e blá-blá-blá...

Enfim, teremos futebol no Paulistão. Vão começar os mata-matas!

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na banca!

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.