Com a escalação de reservas, Palmeiras despacha a Macaca

Verdão faz o dever de casa e termina em primeiro lugar no Grupo B

 
 
Luís André Rosa
São Paulo

Na rodagem do elenco promovida pelo técnico Luiz Felipe Scolari, o Palmeiras venceu o “amistoso” contra a Macaca, por 1 a 0, na quarta-feira (20), no estádio Allianz Parque.

O meia atacante Raphael Veiga comemora o seu gol, que deu a vitória do Palmeiras sobre a Ponte Preta
O meia atacante Raphael Veiga comemora o seu gol, que deu a vitória do Palmeiras sobre a Ponte Preta - Cesar Greco

Com o triunfo, o Verdão confirmou a primeira colocação do Grupo B, com 25 pontos, e a segunda melhor campanha da primeira fase, em função da goleada sofrida pelo Santos (4 a 0) diante do Botafogo, em Ribeirão Preto. 

O adversário no mata-mata será o Novorizontino. O primeiro jogo acontecerá em Novo Horizonte. A decisão ocorrerá em São Paulo. Hoje pela manhã, a Federação Paulista definirá as datas.

O confronto foi uma mera formalidade, pois o dono da casa já estava classificado e a equipe de Campinas não tinha mais chances de participar do mata-mata.

Na escalação palmeirense, Felipão escalou só reservas. A Macaca, que entrou motivada pela vitória no clássico contra o Guarani, entrou com o que tinha de melhor.

Como destaque no Verdão a aposta em garotos da base: o zagueiro Vitão, pela primeira vez como titular no profissional, o meia-atacante Léo Passos, chamado ainda no primeiro tempo para substituir Carlos Eduardo, e o lateral esquerdo Esteves, que substituiu o meia-atacante Zé Rafael no final do segundo tempo.

Outro expectativa para a torcida alviverde foi a presença do meia-atacante Zé Rafael. Foi ele quem mais chamou a atenção na primeira etapa. À vontade, ele chamou a responsabilidade e tentou articular o setor ofensivo. Só faltou acertar o pé nas finalizações.

No segundo tempo, a Ponte Preta abdicou de jogar e armou um paredão na defesa. Em boa parte do período, os palmeirenses tiveram dificuldades para penetrar na defesa, pois o adversário estava posicionado com os 11 jogadores na defesa.

Até por isso, o técnico Felipão ousou na substituição e aumentou o poder de fogo da equipe. O meia-atacante Raphael Veiga entrou no lugar do zagueiro Vitão, que cansou. Aos 37 min, o camisa 23 deu uma de centroavante, aproveitou descuido da defesa e marcou o tento do triunfo.

Aplaudido pelos torcedores, Zé Rafael disse que os reservas deixaram uma boa impressão e podem brigar por mais oportunidades.

"A gente vem trabalhando forte. Hoje o pessoal que participou que não vem jogando tanto que deu o melhor. Acho que hoje a gente confirmou que tem condição de estar participando, de o professor ficar tranquilo, que quem está fora quando entrar vai corresponder", disse o camisa 8. 

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.