São Paulo encara o Atlético-MG, de Vagner Mancini, que saiu frustrado na chegada de Fernando Diniz

Tricolor paulista precisa da vitória para se manter no G-4 do Brasileiro

Claudinei Queiroz
São Paulo

No dia 27 de setembro, após a saída do técnico Cuca, o São Paulo anunciou a contratação de Fernando Diniz. Momentos depois, foi a vez de Vagner Mancini, então coordenador técnico da equipe, pedir demissão, mostrando-se magoado por não ser efetivado na função.

Vagner Mancini pediu demissão do São Paulo no mesmo dia da contratação de Fernando Diniz e agora comanda o Atlético-MG, rival do Tricolor neste domingo
Vagner Mancini pediu demissão do São Paulo no mesmo dia da contratação de Fernando Diniz e agora comanda o Atlético-MG, rival do Tricolor neste domingo - Eitan Abramovich - 17.mai.17/AFP

Em declaração posterior, Mancini afirmou ter ficado constrangido, uma vez que a direção havia garantido que ele seria o técnico, mas, após pedido dos jogadores, Diniz foi contratado.

É neste clima de mágoa que o São Paulo recebe o Atlético-MG às 16h deste domingo (27), no Morumbi. Os dois treinadores estarão lado a lado no campo comandando suas equipes, que vêm de vitórias no Brasileirão. O Galo surpreendeu na vitória por 2 a 0 sobre o Santos, em Belo Horizonte, enquanto o São Paulo bateu o Avaí por 1 a 0, no Morumbi.

Diniz também buscará a quarta vitória em quatro jogos como mandante, o que igualaria o mesmo número de vitórias de Cuca desde o início da competição. 

Além disso, os três pontos são de suma importância para a equipe se manter no G-4, que dá uma vaga direta na fase de grupos da Libertadores de 2020. 

O técnico Fernando Diniz foi contratado pela diretoria são-paulina a pedido dos jogadores, principalmente, de Daniel Alves
O técnico Fernando Diniz foi contratado pela diretoria são-paulina a pedido dos jogadores, principalmente, de Daniel Alves - Rubens Chiri - 27.set.19/saopaulofc.net

O problema é que Diniz tem pela frente um rival que conhece muito bem a equipe são-paulina, já que comandou o grupo antes de Cuca assumir o comando. Assim, Mancini deve montar seu time para bloquear as principais ações do Tricolor e manter o retrospecto positivo do Galo, que venceu três e empatou dois dos últimos cinco jogos entre eles.

"Eu estive recentemente no São Paulo, por nove meses, vi muito o São Paulo jogar. O dia da minha saída foi o dia da chegada do Fernando Diniz. De lá para cá, o time foi alterado em algumas coisas. É lógico que eu conheço um pouco mais do elenco do São Paulo do que o Diniz o elenco do Atlético. Não sei se isso vai me dar vantagem ou não. Ao fim dos 90 minutos, vamos saber", comentou Mancini.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.