Santos e São Paulo empatam clássico quente

Equipes ficam na igualdade por 1 a 1 na Vila Belmiro

São Paulo

Um San-São eletrizante movimentou a Vila Belmiro, neste sábado (16). Válido pela 33ª rodada do Brasileirão, o clássico terminou empatado após o Santos sair na frente com Sánchez e levar o empate com Daniel Alves já na etapa final.

O resultado não agrada nenhuma das equipes. O Santos quebra uma sequência de quatro vitórias seguidas, perde a oportunidade de subir à vice-liderança momentânea e cravar uma vaga na fase de grupos da próxima Libertadores. Por outro lado, o Tricolor empata depois de duas derrotas consecutivas, mas se afasta do G-4.

Enquanto o Peixe dominou a etapa inicial e poderia ter construído uma boa vantagem, o Tricolor voltou melhor do intervalo, igualou o placar e poderia ter terminado com um triunfo. No total, o Santos finalizou 16 vezes, contra 14 do rival, segundo o Footstats.

O atacante Marinho, do Santos, protege a bola do beque Arboleda, do São Paulo - Rahel Patrasso/Reuters

A partida começou equilibrada, com as duas equipes tentando manter a posse de bola. O São Paulo assustou primeiro, aos 2min, quando Pablo recebeu de Tchê Tchê, mas finalizou fraco.

Aos poucos, o Santos cresceu e passou a dominar a partida. Dessa forma, o time abriu o placar aos 7min.
No minuto anterior, Evandro foi derrubado por Arboleda na área e o árbitro assinalou a penalidade. O meia Sánchez foi para a cobrança e a converteu.

Com a vantagem no marcador, o Santos diminui a intensidade e, mesmo assim, o Tricolor não conseguiu construir jogadas ofensivas. Apenas aos 23min, Sasha arriscou de longe, porém parou nas mãos de Volpi.

Aos 36min, quase um golaço de Sanchéz, que aproveitou um corte de Volpi e chutou por cobertura. A bola raspou a trave e saiu.

Já aos 42min, Sasha cruzou rasteiro para trás e Evandro, livre, mandou por cima da meta.

O Santos ainda chegou mais duas vezes, mas o placar foi para o intervalo com a vantagem mínima.

Na volta, o Santos quase ampliou aos 7min, quando Jorge fez grande jogada e a bola sobrou nos pés de Sasha, que bateu firme, mas parou em Volpi.

Menos de dois minutos depois, Vitor Bueno cruzou na medida para Daniel Alves apenas empurrar para a meta santista e marcar o seu segundo gol com a camisa tricolor na temporada.

O time de Fernando Diniz cresceu na partida e empilhou chances perdidas.

O Santos praticamente não assustou Volpi na etapa final e o San-São terminou empatado por 1 a 1.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.