São Paulo empata com Novorizontino com arbitragem polêmica

Tricolor tem dois gols anulados e sai na bronca do Morumbi

São Paulo

O empate por 1 a 1 entre São Paulo e Novorizontino não traduz as fortes emoções que a partida reservou. Em uma segunda-feira (3) chuvosa no Morumbi, a arbitragem acabou sendo a protagonista do jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Paulista.

Com dois gols anulados de Alexandre Pato, além de dois possíveis pênaltis não assinalados, o Tricolor não conseguiu levar os três pontos em casa.

Lance do empate por 1 a 1 entre São Paulo e Novorizontino pela quarta rodada do Paulista
A arbitragem foi polêmica na partida entre São Paulo e Novorizontino - Rubens Chiri/saopaulofc.net

Os gols da partida foram anotados por Higor Leite para os visitantes, enquanto Brenner descontou para os mandantes.

Priorizando a Copa do Brasil, quando encara o Figueirense nesta quinta (6), os visitantes levaram um time praticamente reserva à capital, com apenas Oliveira, Cléo Silva e Adilson Goiano.

Em pouco mais de dez minutos, o São Paulo teve dois gols de Alexandre Pato anulados pela arbitragem. Logo no minuto inicial, o atacante recebeu de Tchê Tchê e balançou a rede, porém o bandeirinha assinalou impedimento.

Já aos 12min, Daniel Alves deu um belo lançamento, a bola ainda foi desviada, e Pato driblou o goleiro para mandar pro gol. Mas novamente o tento foi invalidado, para desespero de Diniz.

Mesmo com os reservas, o Novorizontino assustou, principalmente em jogadas de contra-ataque, lideradas por Danielzinho.

O São Paulo voltou a assustar em cabeceio de Pablo, que parou em Oliveira, aos 15min, e uma finalização de Pato, aos 23min.

Menos de três minutos depois, Vitor Bueno foi derrubado por Felipe Rodrigues na linha lateral da área, mas o árbitro nada assinalou. Para aumentar ainda mais a revolta da torcida tricolor.

Alexandre Pato no empate por 1 a 1 entre São Paulo e Novorizontino pela quarta rodada do Paulista
Alexandre Pato teve dois gols anulados na partida - Rubens Chiri/saopaulofc.net

Quando a etapa inicial se encaminhava para o fim, um apagão desligou as luzes do Morumbi, aos 36min. Contudo, voltaram apenas dois minutos depois.

Mesmo com isso, a queda não atingiu o Tricolor, que seguiu pressionando. Aos 42min, Hernanes bateu de dentro da área, mas o zagueiro Felipe Rodrigues conseguiu tirar a bola em cima da linha, levando o jogo zerado para o intervalo.

Na volta, os são-paulinos voltaram mais tensos para o duelo por conta da arbitragem. Mas, dentro de campo, o amplo domínio dos mandantes persistiu.

Aos 6min, um possível toque na mão de Felipe Rodrigues dentro da área gerou mais reclamação da arbitragem pelo time da casa.

O Tricolor seguiu criando oportunidades e chegava à área adversária, mas sempre pecava na finalização, enquanto o Novorizontino seguia recuado.

Aos 19min, uma blitz tricolor. Pablo cabeceou firme, mas Oliveira defendeu. No lance seguinte, o travessão salvou o goleiro em uma bomba de Reinaldo.

Mas como já diria a máxima do futebol: quem não faz, leva. Em rápido contra-ataque, aos 25min, Higor Leite recebeu livre na área e venceu Volpi.

Depois do tento adversário, o Tricolor perdeu intensidade, mas conseguiu igualar o placar aos 40min. Depois de cruzamento de Vitor Bueno, Brenner aproveitou falha de Oliveira e garantiu o empate tricolor.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.