Descrição de chapéu INSS

Pedido de benefício tem mais de um ano

Documentos estão sob análise do INSS desde o ano passado

Fernanda Brigatti
São Paulo

O coordenador técnico Sérgio Tomohiko Tomari , 56 anos, agendou o pedido de aposentadoria em fevereiro do ano passado. Em agosto, levou a documentação à APS (Agência da Previdência Social) do Tatuapé, na zona leste da capital paulista.

Homem mostra carteira profissional
Sérgio Tomari pediu aposentadoria ao INSS em fevereiro de 2018 - Rivaldo Gomes/Folhapress

“Tenho 36 anos de trabalho registrado e não entendo porque essa demora. Sei que o prazo de 45 dias só começou a contar em agosto, mas, mesmo assim, é muito tempo de espera”, diz o segurado. Tomari relata ter sido orientado a acompanhar o andamento do processo no site do instituto.

“Após esse período entrei no site, conforme instruído, e verifiquei que o processo havia sido enviado para outra agência em 30 de novembro, uma central de análise.”

Pelo telefone, a única informação prestada pelo instituto ao segurado é de que o pedido está em análise e que a demora vem sendo causada pelo alto volume de pedidos de aposentadoria encaminhados.

“No dia 14 de fevereiro deste ano, entrei em contato com a ouvidoria para reclamar da demora na análise, mas também não tive resposta. No sistema, o pedido continua como ‘em análise’”, diz o segurado.

INSS aprova benefício

O INSS em São Paulo informou que a aposentadoria por tempo de contribuição de Sérgio Tomohiko Tomari foi concedida no dia 17 de abril.

O pagamento do benefício será retroativo a 21 de fevereiro de 2018.

O instituto afirmou também que, se o segurado já tiver o acesso ao Meu INSS, poderá consultar todos os dados do benefício no meu.inss.gov.br. Ele também pode aguardar a correspondência que será enviada a sua casa.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.