Indústria paulista gera 9.500 empregos no mês de abril

Cana-de-açúcar criou vagas no interior do estado; Grande SP teve saldo negativo

Laíssa Barros

A indústria paulista fechou o mês de abril com a criação de 9.500 novas vagas de trabalho, segundo a Fiesp e o Ciesp (Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo).

O grande responsável pelos novos postos foi o interior do estado, com a movimentação do agronegócio no início da safra da cana-de-açúcar.

Colheitadeira de cana-de-açúcar em Ribeirão Preto - Edson Silva/Folhapress

O estudo mostra que os setores de alimentos e derivados de petróleo e álcool criaram juntos 12 mil vagas. Já vestuário e acessórios, veículos automotores e couro e calçados demitiram 1.925 pessoas.

André Rebelo, assessor de assuntos estratégicos da Fiesp, confirma que o período de início da safra de cana-de-açúcar foi a principal influência positiva no resultado do mês. “Essas contratações alavancaram as vagas no interior. Mas, infelizmente, os demais setores da indústria paulista estão com baixo desempenho econômico”, afirma Rebelo. 

No acumulado do ano, o saldo é positivo com 21,5 mil postos. Ao todo, a indústria tem 1,1 milhão de empregados contratados.

Início de safra ajuda cidades do interior 

As vagas subiram 0,72% no interior. O saldo foi puxado pela cana-de-açúcar, que alavancou alimentos e petróleo e álcool.

Grande SP vive crise e não vê recuperação

As vagas recuaram -0,13%. O saldo é influenciado pelos resultados negativos em vestuário e produtos de metal, carros-chefe da região.

Desempenhos

O melhor desempenho ficou com a cidade de Sertãozinho, que gerou 1.900 vagas 

O pior desempenho foi em Guarulhos, que fechou 1.500 vagas

Pesquisa

O estudo abrange 2.700 indústrias distribuídas pelo estado de SP

Ao todo, são cerca de 1,1 milhão de empregos

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.