Servidores da capital paulista entram em estado de greve

Categoria anuncia que fará paralisação de 24 horas no dia 16 de julho

Ana Paula Branco
São Paulo

O Sindsep (Sindicato dos Servidores Municipais de São Paulo) anunciou estado de greve para agentes de apoio, assistentes de gestão de políticas públicas e assistentes de suporte técnico de nível básico e médio da capital paulista.

Protesto dos servidores municipais em frente à Prefeitura de São Paulo
Protesto dos servidores municipais em frente à Prefeitura de São Paulo - Rubens Cavallari -4.fev.2019/Folhapress


Além disso, a categoria decidiu fazer uma paralisação de 24 horas no dia 16 de julho, para tentar conseguir negociar com a Prefeitura de São Paulo, gestão Bruno Covas (PSDB), contra o que chama de "pacote de maldades". Ela se refere ao substitutivo ao projeto de lei 616, de 2018, enviado por Covas aos vereadores de São Paulo.

Os funcionários da prefeitura querem reestruturação das carreiras de nível básico e médio, com a incorporação dos abonos e recomposição das perdas.

A Prefeitura de São Paulo afirmou ter sido notificada e disse que está analisando o pedido e as reivindicações da categoria.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.