Funcionalismo: educação municipal de SP contrata 300 estagiários

Secretaria informa investimento de R$ 1,3 milhão para ampliar atendimento na educação especial

Ana Paula Branco
São Paulo

A Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, sob gestão Bruno Covas (PSDB), está contratando 300 estagiários neste mês para atuar em salas de aula na educação especial.

Segundo a pasta, serão investidos R$ 1,3 milhão para ampliar o atendimento especializado. Com os novos contratados, haverá 3.000 estagiários na rede. 

A professora Viviane Vizzioli Silva conversa com seus alunos do 2º ano durante uma aula na EMEF Dr. Pedro Aleixo, em São Miguel Paulista, zona leste da capital
Lalo de Almeida/Folhapress

Para se candidatar é preciso estar cursando entre o segundo e o penúltimo semestre de pedagogia ou normal superior. O candidato pode enviar seu currículo para as diretorias regionais de Educação ou preencher um formulário no site da secretaria.

Os selecionados vão atuar com os professores de classes regulares que tenham alunos com deficiência e transtornos de desenvolvimento. A prefeitura oferece bolsa de R$ 690,12, além de auxílio-transporte de R$ 189,20. A carga horária é de 20 horas semanais.

Segundo a prefeitura, o Apoio Educacional Especializado (AEE) da rede oferece atividades fora do horário regular das aulas em salas de recursos multifuncionais para a inclusão dos alunos com deficiência em classes comuns.

Há ainda, afirma, 1.200 auxiliares para ajudar as atividades de locomoção, higiene e alimentação dos alunos que necessitam de atendimento especializado.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.