Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Morador denuncia carros abandonados na Mooca

Segundo produtor, veículos estão parados há mais de dois anos na Mooca; Solicitei a retirada pelo 156, mas nunca foi feita, diz

Laíssa Barros
São Paulo

O produtor audiovisual Aguinaldo Pedro, 54 anos, da Mooca (zona leste), reclama que, há mais de dois anos, dois carros estão abandonados na rua Padre Benedito Maria Cardoso, também na Mooca.
 “Solicitei várias vezes pelo telefone 156 da Prefeitura de São Paulo a retirada dos veículos, mas, depois de meses de reclamação, não resolveram a situação”, afirma ele ao Agora.

O leitor diz que o mato da calçada já invadiu os carros que estão parados no local. “Está começando a ficar perigoso”, conta o produtor. 

“Pensei que alguma atitude seria tomada, mas não foi o que aconteceu. Tenho os números de todos os protocolos, que parecem não servirem para nada”, diz.

Aguinaldo Pedro, 54 anos, reclama de dois carros abandonados na Mooca. Segundo ele, Prefeitura de São Paulo não resolve a situação. “Você liga no 156, desliga e depois esquece. Eles não fazem nada”, diz  - Rivaldo Gomes/Folhapress

Para Pedro, o serviço de atendimento da prefeitura pelo 156 não atua como deveria. “Funciona até desligarmos. Depois, eles não fazem nada. É melhor entregar o pedido a Deus”, queixa-se à reportagem.

Segundo o leitor ,os carros possuem adesivo de advertência colocado anteriormente pela prefeitura. 
“Achei que os adesivos eram indícios de uma pré- resolução do problema. O que não ocorreu. Fiquei feliz à toa. Os carros continuaram lá, abandonados.”

O produtor diz lamentar a situação.“Espero que, com a ajuda do Agora, minhas reclamações sejam, enfim, ouvidas. Sabe-se lá o que pode acontecer com aqueles carros parados”, afirma.

Prefeitura diz que há prazos

A Subprefeitura ​Mooca informa que está seguindo os procedimentos legais do decreto 51.832/1, que estipula cinco dias úteis, após notificação e colocação de adesivos, para que o proprietário retire o carro. Se isso não ocorrer, o veículo será encaminhado para o pátio da subprefeitura. Entretanto, para que o carro seja removido, é necessário que a subprefeitura verifique se não há relação com crime, furto ou pendência judicial. 

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.