Centrais públicas de SP têm mais de 10.700 vagas

Na capital, há 4.696 postos de trabalho; nas demais regiões do estado, são 6.069

Laíssa Barros
São Paulo

Quem busca recolocação no mercado ou, até mesmo, o primeiro emprego encontra 10.765 oportunidades oferecidas pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico de SP e pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de SP. 

Na capital paulista, o CATe (Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo) oferece 4.696 vagas.

Guarda-vidas com experiência de, no mínimo, seis meses, e ensino médio completo podem concorrer a uma das 10 vagas oferecidas. O salário é de R$ 1.967.

Já quem tem o ensino médio completo, mas não tem experiência poderá se candidatar a uma das 18 oportunidades para operador de telemarketing ativo com salário de R$ 1.150.

Vendedores com experiência de seis meses comprovada e ensino médico completo podem concorrer a um dos 30 postos disponíveis. O salário oferecido é de R$ 1.688.

Para se inscrever para essas e outras vagas oferecidas pelo CATe, da prefeitura, é preciso levar RG, CPF, PIS e carteira de trabalho a uma das unidades de atendimento na cidade. 

Já no PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador), programa do governo do estado, há 6.069 chances.

Em São Vicente (74 km de SP), são 80 vagas para cozinheiros e outras 60 para auxiliares de serviços de alimentação.

Em Santana do Parnaíba (Grande SP), há 300 postos para corretores de imóveis e 5 para motociclistas de transporte de documentos. As exigências e os salários não foram divulgados.

Para se inscrever para qualquer vaga, o trabalhador deve se cadastrar no site do Emprega São Paulo ou ir a uma unidade do PAT de sua cidade, levando documentos pessoais.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.