Salão de Xangai mostra carros que estarão em breve no Brasil

Feira chinesa tem utilitários esportivos, elétricos e outros lançamentos

Fernando Pedroso
São Paulo

O Salão de Xangai, na China, que abriu as portas nesta semana, tem novidades que interessam ao mercado brasileiro. No estande da Chevrolet no salão, o novo jipinho Tracker se destaca.

O modelo será feito em São Caetano do Sul (Grande São Paulo) para concorrer com Honda HR-V, Hyundai Creta e Volkswagen T-Cross.

Segundo o diretor de marketing da GM Mercosul, Hermann Mahnke, o SUV compacto ainda não tem uma data definida de estreia no Brasil. O modelo vendido atualmente é importado do México (R$ 92.600).

O utilitário usará a mesma base mecânica do novo Onix e do Onix Sedan, já apresentado na China e presente no evento chinês.

Outro carro que pode interessar ao Brasil é o Hyundai ix25. O modelo é uma versão asiática do Creta e acabou de ser reestilizado com um visual polêmico, com faróis e lanternas em elementos separados. A vinda desse desenho ao Brasil, por enquanto, é improvável. O modelo deve ser reestilizado no ano que vem por aqui.

Ainda no mundo dos SUVs, a Volkswagen mostrou o Tarek. O utilitário médio virá para brigar com o Jeep Compass. A produção é prevista para a Argentina, ocupando o lugar da extinta perua SpaceFox. A marca aproveitou também para anunciar outros utilitários. Um menor que o T-Cross, outro maior que o Tiguan e a picape Tarok, que já foi mostrada como conceito no Salão de São Paulo do ano passado.
 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.