Descrição de chapéu Zona Leste

Motorista de ônibus acusado de agredir ator se apresenta à polícia

Ele diz que houve luta corporal e não teve ataque homofóbico

Crislaine Tomaz
São Paulo

O motorista de ônibus acusado de agredir o ator Marcello Santanna, 23 anos, na madrugada de sábado (7), negou à polícia que a violência tenha ocorrido por causa de homofobia.

O ator, que teve fratura no nariz com os socos que levou, afirmou que foi agredido depois de ter beijado um outro homem dentro de um ônibus em Cidade Líder (zona leste da capital).

Em seu depoimento, o motorista afirmou que Santanna e o companheiro estavam visivelmente embriagados e causando tumulto, o que teria incomodado outros passageiros. 

À polícia, ele também afirmou que teria mandado os dois pararem e depois descerem do veículo. Em seguida teria ocorrido luta corporal do lado de fora.

O ator contou à polícia que ele desceu espontaneamente do ônibus.

A polícia afirmou que não é possível concluir que a agressão tenha sido motivada por homofobia, já que até o momento todas as testemunhas ouvidas seriam ligadas aos envolvidos. 

Nos próximos dias outras testemunhas deverão ser ouvidas.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.