Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Cartão de visita santista

Vitor Guedes
São Paulo

Deu pra ti, baixo astral, vou pra Porto Alegre, tchau, quando eu ando assim meio down, vou pra Porto e, bah, trilegal. Alô, povão, agora é fé! O São Paulo venceu o Botafogo por 2 a 0 na abertura do interminável Campeonato Brasileiro de pontozzz corridozzz, o Palmeiras fez o dever de casa contra o Fortaleza no jogo que fechou a rodada inaugural e assumiu a liderança ao lado do Ceará ao golear por 4 a 0, mas o grande feito foi do Santos.

O capitão santista Victor Ferraz domina a bola em frente a marcador gremista no duelo de estreia no Brasileirão
O capitão santista Victor Ferraz domina a bola em frente a marcador gremista no duelo de estreia no Brasileirão - Ivan Storti/Santos FC/Divulgação

Vencer o Grêmio, completo, no Sul, não é teta, não! E o Peixe, de forma inteligente, inspirada, cirúrgica e contando também com um esquema reforçado defensivamente com três zagueiros e uma atuação antológica de seu goleiro, fez 2 a 1.

Eu, fosse santista, estaria radiante. Agora, se fosse defensor cego de Jorge Sampaoli e da máxima de que o importante é atacar e ter posse de bola, que a vitória não vale se não vier com show e blá-blá-blá, estaria comemorando escondido e envergonhado.

Vejamos o que aconteceu em Porto Alegre, segundo os números... O Grêmio goleou o Peixe na posse de bola (63% a 37%), foram 25 finalizações gaúchas contra 8 santistas... E daí? Os números que valem, o de gols marcados, deu Santos, 2 a 1...

Isso porque o ex-colorado Sasha abriu o placar com uma pintura logo no início. E quando o Grêmio apertava em busca do 1 a 1, Felipe Jonatan, no rebote de escanteio, bateu Paulo Victor.

O Grêmio pressionou demais no segundo tempo, alugou o meio de campo, atacou e foi parando em Vanderlei, que, já no ocaso, nos acréscimos, não conseguiu impedir o tento de Everton, 2 a 1 para o Santos.

Dá-lhe, Peixe!

Volta, mata-mata!

Nelson Rodrigues: “Muitas vezes é a falta de caráter que decide uma partida. Não se faz literatura, política e futebol com bons sentimentos”.

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na banca!

Destaques da 1ª rodada do Brasileirão

Arte Agora

Rodada santástica

Em um rodada em que os mandantes mandaram (8 vitórias), o Santos visitou um dos favoritos ao título e deixou a Arena do Grêmio com três pontos... É o grande vencedor da rodada, embora o Goiás também mereça ser lembrado pela boa vitória sobre o Fluminense, no Rio. Nunca antes na história do Brasileiro de pontos corridos houve uma primeira rodada sem empate!

Arte Agora

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.