Corinthians vacila e perde do Bahia na abertura do Brasileirão

A equipe de Fábio Carille foi derrotada por 3 a 2, de virada, na Fonte Nova

Luciano Trindade
São Paulo

 Três falhas individuais fizeram o Corinthians estrear no Campeonato Brasileiro ontem com uma derrota para o Bahia, por 3 a 2, de virada, na Fonte Nova, em Salvador.

Pedro Henrique, Fagner e Ralf cometeram os erros decisivos na partida, aproveitados por Arthur Caike, Artur e Rogério, autores dos gols do time baiano. Pedrinho havia aberto o placar para o Timão.

A festa do garoto, porém, durou apenas 30 segundos. O xodó balançou a rede do Bahia aos 47min do primeiro tempo. No recomeço da partida, os donos da casa trocaram uma sequência de sete passes até buscar o empate, com Arthur Caike, de cabeça.

No lance, o zagueiro Pedro Henrique ficou olhando para a bola e não percebeu a chegada do atacante adversário.

O meia Pedrinho arma jogada diante do Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador; o garoto abriu o placar da partida
O meia Pedrinho arma jogada diante do Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador; o garoto abriu o placar da partida - Rodrigo Gazzanel / Agência Corinthians

A igualdade da primeira etapa fazia mais jus ao que foi o jogo. Desde o começo, o Bahia foi mais perigoso que o Corinthians, deu velocidade ao jogo e buscava finalizar.

O alvinegro tentava cadenciar o duelo, com toque mais curtos e tinha dificuldade para avançar até o ataque.

O time de Carille parecia sentir o desgaste pela sequência de nove jogos de mata-mata seguidos, entre Paulista, Copa do Brasil e Sul-Americana. E também fizeram falta Danilo Avelar, Henrique, Júnior Urso e Gustavo, todos machucados, desfalques diante do Bahia.

Depois do intervalo, o Timão voltou mais organizado, tentando equilibrar a partida, mas o time baiano seguiu melhor em campo.

Aos 11min, Moisés quase virou a partida, com uma bomba da intermediária, obrigando Cássio a fazer a fazer uma grande defesa.

A melhor resposta corintiana vinha nos chutes de Clayson, que também exigiam boas defesas de Anderson.

Aos 30min, de tanto insistir, o Bahia virou. Rogério aproveitou o espaço deixado pelo lateral Fagner e cruzou para Artur. De chapa, ele finalizou forte e fez 2 a 1.

A virada fez o Corinthians acordar. E partir em desespero em busca do empate. Mas o time sofreu um golpe oito minutos depois, quando Ramires lançou a bola e Ralf, num raro momento de infelicidade, falhou feio ao tentar cortar e deixou Rogério livre para encobrir Cássio.

No último minuto de jogo, Clayson descontou. Era tarde.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.