Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Favoritos, zebras e muitos candidatos ao rebaixamento

Vitor Guedes
São Paulo

Vem novamente à disputa, meu povo, à luta... Alô, povão, agora é fé! Vai começar mais um interminável Brasileiro de pontozzz corridozzz, certame que não tem nem nunca teve 12 postulantes ao título, mas que tem no equilíbrio, rasteiro, o grande trunfo e, até por isso, costuma ter disputas emocionantes contra a degola! Título? Todo ano dizem que tem seis, sete times com chances, e, na virada do turno, um pouco depois, todo mundo já sabe quem será o campeão. Vamos aos prognósticos, só para dar ao bacana leitor e à carocinha leitora o prazer de cornetar os erros do colunista.

O atacante Fred comemora um gol cruzeirense na Libertadores; a equipe celeste é uma das favoritas ao título brasileiro, ao lado do Grêmio
O atacante Fred comemora um gol cruzeirense na Libertadores; a equipe celeste é uma das favoritas ao título brasileiro, ao lado do Grêmio - Douglas Magno - 10.abr.19/AFP

Título: Grêmio e Cruzeiro (especialmente se um deles cair fora cedo na Libertadores) são os favoritos. Corinthians, Palmeiras e Flamengo correm por fora.

Briga por Libertadores: Hoje em dia, quem não cai corre o risco de se classificar já que o G-4 pode virar G-818 dependendo de quem vencer Copa do Brasil, Sul-Americana, Libertadores e tal, mas, além dos favoritos, o Inter e o Athletico-PR podem ficar no topo da tabela.

Zona da pasmaceira: Ficarei surpreso se Santos, São Paulo e Atlético-MG se aproximarem da liderança ou do rebaixamento. O trio tem cara de meio de tabela! A vantagem do Peixe é que, seja campeão ou lanterna, Sampaoli já é campeão do “troféu imprensa”. Pouca coisa à frente de Fernando Diniz.

Luta contra a degola: Botafogo e Vasco, pela ordem, são os grandes que correm mais riscos. Mas o Fluminense também precisa abrir os olhos. Pela diferença de orçamento, Avaí, Chapecoense, Bahia, Ceará, Fortaleza, Goiás e CSA são candidatos naturais.

Volta, mata-mata!

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na banca!

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.