Verdão atropela o Melgar e se garante nas oitavas da Libertadores

Palmeiras não dá chance ao time peruano, atropela, garante a vaga nas oitavas e ainda lidera Grupo F

Claudinei Queiroz
São Paulo

Havia grande expectativa para o futebol que o Palmeiras apresentaria após a eliminação no Paulistão e os 15 dias de preparação para o duelo contra o Melgar, pela Libertadores. E a torcida não viu nada do que reclamar na noite desta quinta-feira (25). Ao contrário, teve muito a comemorar com a goleada por 4 a 0 aplicada no time peruano, na altitude de 2.300 m da cidade de Arequipa.

Com o resultado, a equipe de Felipão assumiu a liderança do Grupo F, após a derrota por 1 a 0 do San Lorenzo para o Junior, em Barranquilla. Além disso, carimbou sua vaga às oitavas de final do torneio continental.

O zagueiro paraguaio Gustavo Gómez (à dir.) abraça Gustavo Scarpa na comemoração do primeiro gol do Verdão contra o Melgar, em Arequipa
O zagueiro paraguaio Gustavo Gómez (à dir.) abraça Gustavo Scarpa na comemoração do primeiro gol do Verdão contra o Melgar, em Arequipa - Diego Ramos/AFP

Boa parte do placar, não se pode negar, foi devido à fragilidade do anfitrião, que poucas vezes ameaçou o gol de Weverton.

O panorama da partida foi um time palmeirense consciente do que precisava fazer na defesa para bloquear as investidas do rival e partir para contra-ataques mortais quando tomava a bola.

Foram assim que saíram os quatro gols: de Gustavo Gómez, de cabeça, dois de Gustavo Scarpa, de chutes da entrada da área, e de Moisés, após boa jogada de Hyoran. E muitos outros não saíram por pequenos detalhes.

“Estou muito contente pelo trabalho, pelo grande jogo que fizemos. Tivemos 15 dias para trabalhar e melhorar, e hoje demonstramos que conseguimos”, disse Gómez.

A intensidade e a vontade demonstradas animaram a torcida, que agora espera desempenho igual no Brasileirão. O próximo jogo é a estreia no Nacional, contra o Fortaleza, domingo, em casa.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.