Santos prepara o show contra o Vasco

Apesar da vantagem construída na Vila Belmiro, Peixe quer atacar o Cruzmaltino e vencer antes da estreia no Campeonato Brasileiro

Luís Marcelo Castro
São Paulo

O Santos chega com tranquilidade a São Januário, contra o Vasco, para defender a vantagem de 2 a 0 da partida de ida da quarta fase da Copa do Brasil. Engana-se, porém, quem imagina que a equipe da Vila vai jogar com o regulamento debaixo do braço, já que pode até perder por um gol de diferença, às 19h15, para avançar às oitavas de final.

Fiel ao estilo Sampaoli, o Peixe não deve dar moleza aos cariocas: pretende atacar para manter o embalo para o Brasileiro e promete buscar a vaga agredindo o adversário.

Eleito o craque do Campeonato Paulista e artilheiro da competição, o armador Jean Mota tenta levar o Santos a nova vitória, contra o Vasco, pela Copa do Brasil
Eleito o craque do Campeonato Paulista e artilheiro da competição, o armador Jean Mota tenta levar o Santos a nova vitória, contra o Vasco, pela Copa do Brasil - Ivan Storti/Santos FC/Divulgação

“Temos que ser protagonistas em São Januário, sair na frente e encaminhar a vaga. Vamos seguir à risca a estratégia do nosso treinador. Ele dificilmente foge de sua ideia de atacar e ser protagonista. Algumas vezes vamos perder, mas na maioria vamos ganhar e divertir nossos fãs, torcedor e imprensa”, afirmou o capitão Victor Ferraz. “Vamos com a intenção de atacar”

Se vencer, será o quarto triunfo seguido da equipe da Baixada _superou Corinthians, Atlético-GO e o próprio Cruzmaltino. Assim, o Santos igualaria seu melhor desempenho neste ano. Logo no início do Campeonato Paulista, o time comandado pelo então recém-chegado Jorge Sampaoli surpreendeu com uma sequência positiva contra Ferroviária, São Bento, São Paulo e Bragantino.

Temos que ter ainda mais atenção para esse jogo. Vantagem engana muito, principalmente fora de casa. Acompanhamos a final [do Carioca], não foi parâmetro por causa da demissão do Valentim. Deve mudar muita coisa”, opinou Victor Ferraz.

Com o técnico interino Marcos Valadares, do time sub-20, desde a demissão de Alberto Valentim, que perdeu a final do Carioca sem dar muito trabalho ao Flamengo, o Vasco atravessa má fase e precisa vencer por três gols de diferença para avançar ou dois para ir para os pênaltis.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.