São Paulo tem um empate frustrante com o Bahia no Morumbi

Tricolor perde chance de seguir na ponta e deixa campo sob vaias

Marcelo Mora
São Paulo

O São Paulo segue invicto no Brasileirão, mas desperdiçou a chance de continuar a dividir a liderança com o Palmeiras. Pior: ao empatar em 0 a 0 com o Bahia na manhã deste domingo (19), em pleno Morumbi, caiu para a terceira colocação, com 11 pontos em cinco jogos, tendo sido ultrapassado pelo Atlético-MG, com 12 pontos.

Com as voltas de Alexandre Pato e de Hernanes ao time titular, Cuca escalou os atacantes Antony aberto pela direita e Toró pela esquerda. Com essa formação, o Tricolor se lançou ao ataque, mas esbarrou na forte retranca do adversário. Em contrapartida, o Bahia aguardou o momento certo para contragolpear.

Fernandão, do Bahia, prepara o voleio diante da marcação de Hudson, do São Paulo
Fernandão, do Bahia, prepara o voleio diante da marcação de Hudson, do São Paulo - Felipe Oliveira-19.mai.19/EC Bahia/Divulgação

Nesse cenário, foi o Tricolor baiano que ameaçou primeiro. Aos 6min, Gilberto recebeu livre, partiu para cima da zaga e bateu cruzado, levando perigo à meta de Tiago Volpi. Dois minutos depois, o São Paulo respondeu por meio de Toró, que entrou pela esquerda da área, bateu cruzado e obrigou Douglas a fazer grande defesa.

Aos 12min, no entanto, o volante Liziero sofreu entorse no tornozelo direito após entrada de Gregore e teve de ser substituído por Luan. A partir daí, a equipe paulista perdeu o meio-campo e quase que não conseguiu mais articular jogadas de ataque, dependendo das arrancadas de Toró e Antony. Em uma delas, Antony acertou a trave ao chutar cruzado da entrada da área e a bola desviar em um adversário.

No intervalo, Cuca sacou Pato e colocou Helinho aberto pela direita, Toró passou a jogar mais centralizado e Antony foi para a esquerda. Com as mudanças, o jogo ficou mais aberto e as duas equipes se revezaram nas oportunidades criadas, mas falharam nas finalizações. Aos 7min, o Bahia quase marcou em falha de Walce, que entregou para Élber e depois quase fez pênalti. Após análise do lance pelo VAR, nada foi assinalado. O VAR ainda foi o responsável por acabar de vez com as pretensões são-paulinas ao forçar a expulsão de Toró, que acertou o goleiro Douglas em dividida.

Após o apito final, o time deixou o campo sob vaias.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.