Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Timão joga para ter 2º semestre, São Paulo, pelo que não fez

Vitor Guedes
São Paulo

Tempo rei, ó, tempo rei, ó, tempo rei, transformai as velhas formas do viver, ensinai-me, ó, pai, o que eu ainda não sei... Alô, povão, agora é fé! Em situação muito complicada na Copa do Brasil após apanhar do Flamengo na ZL, o tricampeão paulista precisa vencer o Athletico-PR, em Curitiba, para não precisar de binóculos para enxergar, já na metade de maio, a liderança do interminável Brasileiro de pontozzz corridozzz.

Se o corintiano Jadson ainda tem condições físicas e motivacionais para voltar a jogar, essa é a hora
Se o corintiano Jadson ainda tem condições físicas e motivacionais para voltar a jogar, essa é a hora - Daniel Augusto Jr. - 20.jan.19/Ag.Corinthians/Divulgação

Com jogador que ainda não estreou, outros que estão chegando e com o treinador Fábio Carille prometendo que o time vai jogar mais bola (se acertar uma bola no gol já será uma monstruosa evolução) após a parada para a Copa América, o Corinthians precisa pontuar já para não passar todo o segundo semestre só cumprindo tabela no interminável campeonato.

Dizem que quem aprende a andar de bicicleta não esquece… Pode ser. Agora, futebol é diferente… Se Boselli um dia soube fazer gol, e reza a lenda —e os DVDs de seus melhores momentos na Argentina e no México— que sabia, esqueceu… Outros, como Jadson, por exemplo, podem não ter esquecido, mas ainda têm condições físicas e motivacionais para voltar a jogar? Se sim, a hora é essa… Ou vai começar a fazer conta para 45 pontos e pela permanência?

Se a pressão no Corinthians que, registre-se, acabou de conquistar o tricampeonato estadual, venceu dois dos últimos quatro Brasileiros e conquistou a América e o mundo nesta década, é de vitória para se manter vivo no restante da temporada, a pressão são-paulina é pela década perdida em que o ex-Soberano assiste ao próprio Corinthians, ao Palmeiras e ao Santos se revezarem nas voltas olímpicas.

No ano passado, virou à frente no Brasileiro e ficou no coito interrompido… Neste ano, logo após o vexame histórico na (pré-pré)Libertadores, eliminou o Palmeiras, mas, de novo, ficou chupando o dedo em uma decisão de morre-morre contra o maior rival. Está na hora de o Tricolor ser protagonista. E, para isso, tem que atropelar o Bahia.

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na banca!

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.