Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Classificação continua difícil após goleada protocolar!

Vitor Guedes
São Paulo

Brasil, meu Brasil brasileiro... Alô, povão, agora é fé! Não comparemos Brasil 3 x 0 Jamaica com Brasil 7 x 0 Honduras, gols de Gabriel Jesus (2), Thiago Silva, Coutinho, David Neres, Firmino e Richarlison. 

O futebol feminino só tem a perder no embate com o masculino. Não há vantagem em comparar Marta a Neymar e buscar um duelo idiota. Não contem comigo para usar a Cristiane para cornetar Gabriel Jesus ou usar Tite para engrandecer Vadão e vice-versa. E se Neymar não é menino (embora o pai o trate assim) com 27, Cristiane (que mulher!) não é menina aos 34!

A atacante Cristiane comemora o seu primeiro gol na vitória por 3 a 0 sobre a Jamaica, na estreia da Copa do Mundo da França, em Grenoble (FRA)
A atacante Cristiane comemora o seu primeiro gol na vitória por 3 a 0 sobre a Jamaica, na estreia da Copa do Mundo da França, em Grenoble (FRA) - Fifa/Divulgação

Dito isso, não percamos tempo com amistoso contra a inexistente Honduras(!), que ainda teve um jogador expulso no primeiro tempo. Vamos ao que interessa, à Copa do Mundo! Sem Marta, Cristiane fez os três gols (“hat-trick” é fronhice de colonizado fanático que chama Copa do Mundo de “World Cup”) da obrigatória vitória na estreia. A Jamaica tem tudo para ser atropelada também por Itália e Austrália e ser o saco de pancadas do Grupo C. E, sendo realista, o Brasil perdeu muitos gols, o que pode significar que o 3 a 0 tenha sido pouco para um possível tira-teima no saldo de gols...

A seleção feminina merece respeito, espaço, apoio e torcida, mas é fundamental que seja tratada sem coitadismo ou “café-com-leitismo”. E respeito não é chamar de guerreiras, heroínas, eleger alguma musa e passar pano para erros e fracassos. Pau que dá em Chico dá em Chica, sim, mas é preciso também que os aplausos e as condições sejam similares.

Tratemos, pois, o futebol feminino com a igualdade que ele merece. Assim como escreveria se fosse o time masculino, a verdade é que foi uma estreia ok, contra a baba do grupo, mas que não aumentou a chance brasileira e não merece elogios rasgados nem poemas melados naipe encerramento de BBB. Vencer a Jamaica, bem, já estava na conta. O que não estava, e não é culpa brasileira, óbvio ululante, era Itália 2 x 1 Austrália. Agora, quinta (às 13h, horário da ZL), com a presença ainda incerta de Marta, é decisão. E a Austrália é favorita.

Torça, critique, analise, não passe pano… Respeite as minas!

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na banca!

DESTAQUES DA 8ª RODADA DO BRASILEIRÃO

Santos vence, Palmeiras sobra

A derrota do Internacional para o ex-lanterna Vasco e o empate rubro-negro no Fla-Flu contra o esfacelado Fluminense (que foi superior e merecia a vitória no Maracanã) aumentam a sensação de que o 
líder Palmeiras não terá adversário na corrida pelo título do interminável Campeonato Brasileiro de pontozzz corridozzz. O Santos, que bateu o Atlético-MG por 3 a 1 com direito a pênalti-fantasma assinalado pelo lixo do VAR, assumiu a vice-liderança, mas, a julgar pelo protesto da pequena torcida presente na Vila Belmiro, nem a galera santista acredita que o Peixe pode competir à vera pelo caneco.

arte agora
arte agora
Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.