Abalado, Verdão é atropelado pelo Flamengo

Palmeiras leva um baile do Rubro-negro, ouve olé no lotado Maracanã

Marcelo Mora

Diante de uma Maracanã lotado, um apático Verdão, ainda visivelmente abalado pela eliminação da Libertadores no meio de semana, foi facilmente batido, por 3 a 0, neste domingo (1º) por um Flamengo, que, por sua vez, deu uma demonstração de força ao superar um adversário direto pelo caneco e assim retomar a liderança do Campeonato Brasileiro.

Agora, o Rubro-negro carioca soma 36 pontos ganhos, ao lado do Santos, mas com saldo de gols superior — 20 contra 12 do time paulista. Em queda livre, o Verdão completou seu oitavo jogo sem conhecer vitória no Nacional após a parada para a Copa América e permanece com 30 pontos, agora na quinta colocação.


Os gols foram marcados por Gabriel (2, sendo um de pênalti), cada vez mais artilheiro do torneio, com 14 assinalados, e por Arrascaeta.

O zagueiro Gustavo Gómez em ação no Maracanã
Em atuação irreconhecível, o zagueiro Gustavo Gómez foi expulso no final da partida contra o Flamengo; Palmeiras ouve até grito de olé no Maracanã - Cesar Greco/Ag. Palmeiras

A equipe palmeirense chegou a sair na frente do marcador logo no início e ainda diminuiu ao marcar no final da primeira etapa, mas ambos os gols foram analisados pelo VAR e, em seguida, anulados — nos dois lances, havia jogadores do Verdão impedidos.

Logo aos 2min, Willian entrou pelo meio da zaga, foi à linha de fundo e cruzou; Matheus Fernandes entrou e empurrou de peito para o gol aberto, mas acabou invalidado. Aos 10min, o Mengão abriu o placar após forçar o erro de Gustavo Gómez na saída de bola. Após a roubada, Bruno Henrique recebeu na esquerda e tocou para Arrascaeta, que por sua vez, encontrou Gabigol livre na entrada da área. O atacante dominou e deu um leve por cobertura na saída de Weverton.

Com o gol, o Flamengo passou a dominar completamente a partida, chegando com perigo em seguidas ocasiões à meta de Weverton. Aos 37min, Bruno Henrique arrancou pela direita e cruzou na área; Arrascaeta entrou livre e tocou de cabeça para as redes. Aos 46min, Willian diminuiu, ao aproveitar rebote do goleiro, mas o VAR analisou o lance e flagrou o impedimento de Vitor Hugo.

Na volta do intervalo, o Verdão ainda tentou esboçar uma reação com uma forte marcação, mas sem sucesso. Aos 14min, o árbitro marcou pênalti duvidoso de Diogo Barbosa em Rafinha, sem qualquer interferência do VAR desta vez. O artilheiro Gabigol bateu com tranquilidade e fez seu 14º tento no Brasileiro.

O drama palmeirense aumentou no final com a expulsão do zagueiro Gustavo Gómez, que acertou Bruno Henrique nas costas.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.