Palmeiras bate Cruzeiro e vence terceira seguida

Equipe termina primeiro turno do Brasileiro a três pontos do líder Flamengo

Marcelo Mora
São Paulo

O Palmeiras reassumiu a vice-liderança do Campeonato Brasileirão ao bater por 1 a 0 o Cruzeiro, no Allianz Parque, na noite de sábado (14), com gol de Bruno Henrique, no final do primeiro tempo.

Com o resultado, a terceira vitória seguida desde a chegada do técnico Mano Menezes, que enfrentou sua ex-equipe pela primeira vez desde que foi demitido no começo do mês passado, o Palmeiras chegou aos 39 pontos, deixando para trás o Peixe, derrotado pelo Flamengo mais cedo.

Em crise, a Raposa, por sua vez, permanece com 18 pontos, apenas três a mais do que Fluminense e CSA —ambos estão na zona de descenso e entram em campo neste domingo (15). Além disso, como jogador ou treinador, Rogério Ceni, substituto de Mano na equipe mineira, continuou sem vencer no estádio do Palmeiras.

O volante Bruno Henrique (à frente) celebra com Gustavo Scarpa o gol da vitória verde - Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação

O Cruzeiro, que vinha de derrota por goleada para o Grêmio, até mostrou bom posicionamento na defesa no início e não permitiu inicialmente que os palmeirenses levassem perigo à meta do adversário. Sem espaços para furar o bloqueio do rival, a equipe alviverde insistia nas bolas alçadas na área, mas não conseguia concluir a gol.

Houve um susto maior para os cruzeirenses aos 35min, quando o experiente goleiro Fábio demorou para sair jogando com os pés e, pressionado por Luiz Adriano, teve que mandar para a lateral. Faltava ao time mineiro precisão nos passes, o que frustrava suas tentativas de contra-ataque.

O gol que acabaria definindo o placar saiu aos 45min do primeiro tempo, em um vacilo da zaga celeste. Marcos Rocha escapou pela direita e cruzou na área. Cacá impediu a conclusão de Willian, mas seus companheiros não tiraram a bola da área, que sobrou limpa para Bruno Henrique bater. O lance chegou a ser analisado pelo VAR, mas o gol foi confirmado.

No segundo tempo, o Palmeiras teve chances para ampliar e não foi efetivamente ameaçado pela equipe cruzeirense.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.