Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Mancini não é o sonho da Fiel, mas poderia ser muito pior!

Dunga? É o armagedon! Felipão? É o apocalipse now redux coming soon!

São Paulo

O boi ainda dá bode, qual é a do boi que revoa, boi realmente não pode, voar à toa, é fora, é fora é fora... Alô, povão, agora é fé! Vagner Mancini estreia na Arena da Baixada sabendo que só uma improvável vitória no Paraná tira o Corinthians (15/45) da armagedônica zona do rebaixamento.

É óbvio que, com participações em cinco trabalhos que terminaram em degolas, Mancini (que, em áudio vazado, provocou o Coringão no passado à anti fanático) não é o técnico dos sonhos nem do fiel menos exigente, mas poderia ser ainda pior... Sempre pode ser pior!

Vagner Mancini durante sua apresentação aos jogadores corintianos, no CT Dr. Joaquim Grava
Vagner Mancini durante sua apresentação aos jogadores corintianos, no CT Dr. Joaquim Grava - Rodrigo Coca/Agência Corinthians

A absurda perda de tempo com o fraquíssimo Tiago´n´Roll Nunes, que deixou terra arrasada para o estagiário Coelho, exigia a contratação para ontem de um técnico. Dunga? É o armagedon! Felipão? É o apocalipse now redux coming soon! Como esses nomes bizarros circularam durante um mês, Mancini é quase o Oswaldo Brandão. A estratégia do bode da sala, de fazer crer (ainda que nunca foi uma hipótese possível) que Dunga e Felipão poderiam vir, fez diminuir bastante a rejeição a Mancini.

E o treinador, inteligente, fez a sua parte na entrevista de apresentação. Foi educado e paciente nas respostas, pediu desculpas pelo áudio, não falou em rock´n´roll nem rifou o elenco. Em outras palavras, brindou o óbvio ululante: o Corinthians precisa resgatar a organização tática, a sua forma vitoriosa de jogar e conquistar pontos para permanecer na elite nacional.

Parece óbvio e é! Mas, depois das invenções e estrelismos bizarros dos incompetentes antecessores, alguém que sinaliza com feijão com arroz, simplicidade e não discursa como se vivesse num universo paralelo é um alento e uma evolução.

Tite, hoje, seria o único nome (quase) unânime na Fiel. Como não há possibilidade real de ele deixar a seleção agora, Mancini é o que tinha para hoje. Pode dar certo, pode dar errado. Já é um lucro para quem poderia acordar com Felipão ou Dunga!

*

Virginia Woolf: "É muito mais difícil matar um fantasma do que matar uma realidade".

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem da ZL! É tudo nosso! É nóis na banca! E no agora.com.br!

*

Forza, Palestra!
Se o futebol abaixo da crítica nas derrotas para Botafogo e São Paulo deixa a torcida que canta, vibra e corneta com um pulgueiro atrás da orelha, receber o Coritiba é uma ótima chance de reabilitação. Palpites: Palmeiras 2 x 0 Coxa, Athletico-PR 1 x 0 Timão, Grêmio 1 x 0 Botafogo, Santos 2 x 0 Atlético-GO e Sport 1 x 1 Inter.

Pedro
O artilheiro rubro-negro marcou os dois gols da virada sofrida e suada do vice-líder Flamengo em cima do lanterna Goiás. O tento do 2 a 1, anotado no último lance do jogo, aos 50 minutos e 50 segundos, nos acréscimos dos acréscimos, realça a estrela de Pedro. A pressão está com o líder Galo! Palpite: Atlético-MG 2 x 0 Flu.

Vitor Guedes
Vitor Guedes

43 anos, é ZL, jornalista formado e pós-graduado pela Universidade Metodista de São Paulo, comentarista esportivo, equilibrado e pai do Basílio

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.