Descrição de chapéu São Paulo

Com polêmica, São Paulo e Ceará ficam no empate no Castelão

VAR valida gol tricolor, mas volta atrás na sequência pelo Brasileirão

São Paulo

O São Paulo visitou o Ceará no Castelão, em Fortaleza, nesta quarta-feira (25) para cumprir um dos seus três jogos adiados no Campeonato Brasileiro e ficou apenas no empate por 1 a 1.

Sara - 25/11/2020 - Ceará 1 x 1 São Paulo - Arena Castelão - Brasileiro
São Paulo ficou no empate com o Ceará - Miguel Schincariol/saopaulofc.net

O time paulista agora soma 38 pontos e segue entre os líderes da competição. O Flamengo soma 39, assim como o Atlético-MG, que enfrentaria o Botafogo em jogo não encerrado até o fechamento desta edição.

Com o resultado, o São Paulo chega ao oitavo jogo na temporada invicto. Agora a equipe do Morumbi soma seis vitórias e dois empates. No Brasileiro, já são 13 jogos de invencibilidade (seis vitórias e sete empates).

Em campo, o técnico Guto Ferreira poupou Fernando Prass e Charles. Além deles, Felipe Vizeu, com uma lesão muscular ficou de fora. Pelo São Paulo, o treinador Fernando Diniz não teve Brenner e Hernanes, suspensos., além do zagueiro Bruno Alves preservado por ter tido contato com um familiar que estava com Covid-19.

Visitante, o São Paulo iniciou como se fosse o dono da casa. Pressionou e dominou as principais ações logo nos primeiros minutos. Em chutes dados de fora da área, Gabriel Sara, Reinaldo e Juanfran levaram perigo.

Aos dez minutos, não teve jeito. Reinaldo cobrou escanteio da direita do ataque e Diego Costa desviou de cabeça para o fundo da rede.

Superior, os tricolores poderiam ter ampliado o duelo aos 21 minutos, com Luan. O volante arriscou arremate de fora da área e viu Richard realizar grande defesa.

Sem aproveitar o bom momento, os comandados de Fernando Diniz viram os rivais entrarem no jogo a partir dos 30 minutos. Em boas chegadas Vina, Lima e Samuel Xavier obrigaram Tiago Volpi a trabalhar.

Na etapa final, logo no primeiro minuto, Léo Chú, dentro da pequena área, deixou tudo igual no placar.

Após o gol, os são-paulinos voltaram a entrar na partida. Aos 12 minutos, Pablo marcou o segundo gol, mas a arbitragem anulou.

O VAR (árbitro de vídeo) quase validou o gol em um primeiro momento, contudo, voltou atrás. A confusão ocorreu porque o atacante estava impedido no primeiro lance, mas na continuidade da jogada, em um segundo lance, ele não estava. O São Paulo reclama porque o árbitro Wagner Nascimento Magalhães já havia autorizado o reinício da partida e, desta forma, não poderia voltar atrás na decisão.

Depois disso, o São Paulo ainda apertou, mas não conseguiu o gol da vitória.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.