Em jogaço de Volpi, São Paulo dá chocolate no Flamengo

Goleiro pega dois pênaltis em triunfo por 4 a 1 do time tricolor no Maracanã

São Paulo

Sob os olhares de Tite, técnico da seleção brasileira, o São Paulo visitou o Flamengo, no Maracanã, no Rio, pelo Brasileirão, e, em uma partida bastante movimentada, que teve dois pênaltis defendidos por Tiago Volpi, goleou por 4 a 1.

A vitória tricolor quebrou uma série do rival de sete jogos invicto como mandante no Nacional (quatro triunfos e três igualdades). Os cariocas também vinham de 12 partidas seguidas sem perder contando outros torneios (nove vitórias e três empates).

Já o São Paulo chega a oito confrontos sem perder na competição. São quatro vitórias e quatro empates. Além disso, o time do Morumbi depende só dele para terminar com o título simbólico do primeiro turno. A equipe tem 30 pontos e precisa cumprir três jogos adiados, sem data marcada, contra Goiás, Ceará e Botafogo.

Luciano comemora o gol que fechou o placar no Rio - Ricardo Moraes/Reuters

O duelo começou com o São Paulo pressionando a saída de bola carioca. Mas, logo aos 5min, Pedro aproveitou bobeira da defesa para fazer 1 a 0.

Com sua característica de toque de bola, os tricolores envolviam o rival e, desta forma, empataram aos 17min, com Tchê Tchê.

Aos 29min, Bruno Henrique perdeu pênalti cometido por Diego Costa em Everton Ribeiro, defendido por Volpi. O lance só foi marcado com o auxílio do VAR (árbitro de vídeo). Houve tempo ainda para os são-paulinos terminarem o primeiro tempo em vantagem. Aos 45min, Brenner marcou.

Na etapa final, Reinaldo fez o terceiro, aos 13min, de pênalti, também assinalado com auxílio do VAR.
Três minutos depois, o time rubro-negro teve a chance de descontar. Gerson sofreu penalidade. Pedro bateu. Volpi defendeu a cobrança e o rebote tentado pelo próprio atacante.

Os cariocas, então, apertaram. Aos 31min, Gomes acertou o travessão. Com espaço, os são-paulinos aproveitaram, e, em lançamento dado por Volpi, Luciano deu números finais ao placar, aos 36min, ao anotar o quarto tento.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.