Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Timão chuta tabu, afunda Fogão e sonha com pré-Libertadores

Corinthians faz campanha de G-4 sob o comando de Vagner Mancini

São Paulo

Vou acender velas para são Jorge... Alô, povão, agora é fé! Botafogo 0 x 2 Corinthians sinalizou que a chance de o alvinegro carioca escapar da armagedônica degola à Série Baba é muito menor que a de o time do povo conseguir uma boquinha na próxima pré-Libertadores! E a classificação seria um prêmio de consolação ao Timão por uma temporada marcada por mais momentos ruins do que bons.

A primeira chegada botafoguense, logo na saída de bola, terminou com finalização perigosa de Warley, dando a falsa impressão de que a escrita corinthiana de jamais vencer o rival no Engenhão seria mantida.

Mateus Vital comemora seu gol na vitória do Corinthians sobre o Botafogo
Mateus Vital comemora seu gol na vitória do Corinthians sobre o Botafogo - Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

No entanto, aos poucos, o Corinthians, que faz campanha de G-4 sob o comando de Vagner Mancini (e estava cheio de "jênios" com J da "Fiel-continuidade", pós-modernos que defendiam efusivamente a permanência do fraco Tiago Rock´n´Roll Nunes: viva a memória!), foi se ajeitando. E, sob comando do maestro Cazares, armando o bote letal.

Com o passar do tempo, o desespero tratou de piorar o já fraco futebol botafoguense, que precisava demais da vitória para manter os aparelhos ligados na luta por sua cada vez mais improvável permanência na Série A do Campeonato Brasileiro.

E o primeiro gol da incontestável vitória mosqueteira saiu de Cazares. Com os pés, o equatoriano encontrou Gustavo Mosquito na ponta, correu para a área e, com categoria, aproveitou o centro para testar, vencer Cavalieri e abrir o placar.

O ritmo da prosa não mudou no segundo tempo apesar das substituições de Barroca. O Botafogo continuou sem saber o que fazer com a bola, e o Timão, armado para matar no contra-ataque. Teve chances, bola no travessão de Ramiro, e o 2 a 0 saiu no final, com Mateus Vital.

Com o G-4 ainda distante, quase tão longe quanto a antiga luta contra a degola, o Corinthians entrou de vez pela briga por uma vaga na pré-Libertadores. E, óbvio ululante, as chances serão maiores se o G-6 engordar e virar G-7 (muito provável) ou G-8 (possível). Vai, Corinthians!

*

Saramago: "O mau não é ter uma ilusão, o mau é iludir-se".

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na banca! E no agora.com.br!

Destaques da 27ª rodada do CovidãoBR de VARtebol

Tricolor quase hepta!

Jogando o que pode, o Flamengo é o melhor time do Brasil e da América do Sul... Só que o ano acabou e, durante todo 2020, inclusive no período ainda sob o comando de Jorge Jesus, o Fla, mesmo ganhando o estadual, jamais foi sombra do time do ano passado... E, no sabadão, jogou de igual para igual no 0 a 0 com o ameaçado Fortaleza, pênalti desperdiçado por Pedro à parte. Como o supervalorizado Sampaoli adora inventar em jogo grande (o vareio no 3 a 0 contra o Tricolor é ilustrativo), também não vejo o Atlético-MG campeão! Se eu fosse tricolor, ainda não compraria a faixa, mas já começaria a pesquisar orçamentos!

- Arte Agora
Arte Agora

Troféus do dia

O cara

Brenner

Pedro desperdiçou duas oportunidades (pênalti incluso) no 0 a 0 do Fla com o Fortaleza; Fred guardou uma das duas chances do Flu na derrota para o São Paulo, por 2 a 1. O Tricolor ganhou no Maracanã e é ainda mais líder porque Brenner foi à rede duas vezes e decidiu!

Maestro

Cazares

Jemerson fez estreia bastante segura ao lado de Gil, Fagner manteve a regularidade dos últimos jogos, Gabriel voltou a ser o Gabriel implacável na marcação dos seus melhores momentos, Mosquito aproveitou a colher de chá de Eduardo Barroca em escalar o zagueiro Forster improvisado na lateral para azucrinar na ponta direita, mas, outra vez, o responsável pelos melhores momentos (gol inaugural dos 2 a 0 incluso) corinthianos foi Cazares!

Laaargo

Palmeiras

Bastante mexido antes do jogo em que tentará avançar à decisão da Copa do Brasil, o time verde teve mais sorte do que juízo no Allianz Parque. O mistão montado por Abel Ferreira encontrou bastante dificuldade diante do Red Bull Bragantino, que desperdiçou um caminhão de oportunidades no segundo tempo. A vitória por 1 a 0, definida com aquela forcinha do goleiro Cleiton, não é um bom retrato do que foi o confronto em São Paulo.

*

Presente de Ano-Novo. O Canal Blog do Vitão tem um presente aos leitores para se despedir do difícil 2020 com uma alegria abundante. Dia 29, terça, às 20h, tem bate-papo com Rita Cadillac. Inscreva-se: youtube.com/blogdovitao

Coluna Caneladas do Vitão, live com Rita Cadillac
Coluna Caneladas do Vitão, live com Rita Cadillac - Divulgação
Vitor Guedes
Vitor Guedes

43 anos, é ZL, jornalista formado e pós-graduado pela Universidade Metodista de São Paulo, comentarista esportivo, equilibrado e pai do Basílio

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.