Consumidor cancela plano e é multado

Corretor de imóveis diz que Oi ameaça sujar seu nome caso não pague a multa

Patrícia Pasquini

O corretor de imóveis Matheus Nunes Santos, 24 anos, de Vila Verde (zona leste), colocou um fim na parceria antiga com a Oi após ter enfrentado problemas com sinal e multa indevida.


Como depende muito do celular na rotina de trabalho diária, Santos conta que utilizava um plano com telefone e internet. De uma hora para outra, o sinal começou a apresentar falhas, o que inviabilizou o uso do telefone com frequência.

 
Matheus Nunes Santos reclama de cobrança de taxa de cancelamento - Ronny Santos/Folhapress


Assim, o leitor cancelou o pacote e a operadora cobrou uma multa de R$ 300. O corretor de imóveis tinha o serviço há três anos, mas há oito era cliente da Oi.


“Foram oito anos, mas, para a empresa, isso é apenas um número. Não há respeito com o consumidor. Nunca me falaram de multa. Segundo a lei, se a operadora não conseguir disponibilizar de forma eficaz os seus serviços, o cliente pode cancelá-lo sem qualquer custo”, diz.


Segundo Santos, a operadora teria dito que, se ele não pagasse a multa, seu nome seria negativado. Ele diz ainda que registrou sete reclamações, sendo duas na Oi e as outras cinco em outros órgãos. “Nenhuma deu resultado”, afirma o leitor.

Oi diz que linha está normal

A Oi esclarece que informou ao cliente não ter encontrado irregularidade nas linhas telefônicas citadas e tirou as suas dúvidas sobre os procedimentos de tarifação de chamadas.

O leitor contesta. “Não houve nada disso. Deve ser uma resposta padrão. Uma funcionária ligou solicitando os protocolos das reclamações sobre as falhas no sinal. A atendente disse que sem eles não haverá ressarcimento da multa. Não tenho os protocolos, mas a Oi consegue saber quando há instabilidades no sinal”, afirmou.
 


 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.