Confira seis dicas para economizar nas compras

Saber o que desejar e acompanhar os preços ajudam a deixar a conta no azul

Ana Paula Branco
São Paulo

O final do ano é um período de dinheiro extra na conta, graças ao depósito do 13º salário e, agora, à liberação de R$ 500 do FGTS. Porém, a época também traz gastos com presentes de Natal, ceias, viagens e matrículas e material escolares.

Para não se perder na conta, confira as dicas que o Agora preparou para organizar o orçamento financeiro da família.

O primeiro passo antes de sair às compras é checar quanto é possível gastar e fazer uma lista de prioridades. Decidido o que irá comprar, pesquise os preços, de preferência, com tempo e com calma. É comum os preços subirem pouco antes de datas comemorativas ,como o Natal, ou do início do ano escolar.

"Conheça o mercado antecipadamente para quando chegar o momento você ter absoluta certeza de que aquela oferta é verdadeira, que não seja algo maquiado", alerta o advogado especialista em direitos do consumidor Dori Boucault. 

Descontos

Diversas lojas já oferecem descontos por meio de aplicativos de celulares e programas de fidelidade.
Há ainda o "cashback", um programa de recompensa que devolve ao cliente uma porcentagem do valor gasto no cartão de crédito. 

Mas não se deixe levar pela tentação dos incentivos comprando por impulso.
E na hora de calcular os gastos com os presentes, inclua a ida às lojas ou o frete das compras online para não ter surpresas no cartão.

Veja como gastar com consciência e se manter dentro do orçamento 

1 - Saiba quanto pode gastar
Elenque todas suas rendas e despesas e separe determinado valor para ser destinado às compras

2 - Faça uma lista de compras 

  • Seja para ir ao mercado ou ao shopping, prepare uma lista
  • Anote o que precisa e seus desejos. Assim você conseguirá manter o foco no orçamento para não entrar em dívidas

3 - Compare preços em pelo menos cinco lugares diferentes

  • A diferença de preço de um lugar para outro pode espantar
  • Verifique também as formas de pagamento que cada loja disponibiliza, como eles permitem que o pagamento seja feito e se há desconto para quem pagar à vista

4 - Aproveite cupons e aplicativos de descontos

  • Hoje é possível conseguir bons descontos por meio de aplicativos e até o reembolso de uma parte do valor pago
  • Algumas lojas e supermercados têm preços diferenciados para compras feitas no aplicativo próprio e até cupons de descontos que devem ser ativados para compras nas lojas físicas
  • Fazer parte de programas de fidelidade também pode render descontos

5 - Anote as despesas extras

  • É preciso considerar os gastos com o estacionamento e aquele lanchinho após as compras nas lojas físicas e o frete, quando a compra for online
  • Se possível, opte por ir de bicicleta, a pé, ou usar o transporte público

6 - Estabeleça um tempo para estar no estabelecimento
Quanto mais tempo em uma loja, maior será o tempo de circulação por áreas com produtos que não há necessidade de comprar

Fontes: Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito); Proteste; Par Mais e advogado especialista em direitos do consumidor, Dori Boucault

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.