Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Internado há 17 dias, paciente aguarda cateterismo em São Paulo

Aposentado espera procedimento na rede municipal; filha reclama da demora e diz que pai está correndo risco de vida

Laíssa Barros
São Paulo

Cibelle Dias Garcia Bueno da Costa, 48 anos, da Mooca (zona leste), conta que seu pai Eduardo Dias Garcia, 84 anos, está há 17 dias internado no Hospital Municipal Dr. Ignácio Proença de Gouveia (zona leste), aguardando fazer um cateterismo, mas, até agora, a rede municipal não informou quando o procedimento será realizado.

“Meu pai foi diagnosticado com infarto, pneumonia e água no pulmão no dia 15 de setembro. Ele foi internado e os médicos solicitaram esse procedimento, mas já se passaram 17 dias e o exame não aconteceu. 

Toda vez que pergunto, dizem que não tem previsão. Isso é desumano. Um senhor de 84 anos em uma situação crítica, correndo risco de vida e tendo que viver em um hospital sem saber quando o procedimento que pode salvar sua vida será feito”, queixa-se Cibelle ao Agora.

Segundo ela, Costa não pode tomar medicamentos anticoagulantes, que evitariam um novo infarto enquanto ele aguarda o cateterismo, por isso ele corre risco de morrer. 

“O procedimento pode salvar a vida dele, enquanto a espera pode piorar a situação. Estou desesperada e cansada de procurar uma resposta, uma data. A situação está muito difícil e, por isso, resolvi pedir a ajuda de vocês. São 17 dias de espera e apreensão, vivendo dentro de um hospital. Não é possível que não saibam quando esse exame será feito.”

"São 17 dias de espera e apreensão, vivendo dentro de um hospital. Não é possível que não saibam a data", diz Cibelle Dias Garcia Bueno da Costa - Martha Salomão/Folhapress

Secretaria marca procedimento  

A Secretaria Municipal da Saúde da Prefeitura de São Paulo informa, em nota, que o exame de cateterismo para o paciente Eduardo Dias Garcia está agendado para o dia 8 de outubro, às 5h, no Hospital Beneficência Portuguesa. “É muito ruim precisar do sistema público e não poder contar com ele. Enfim, chegou a resposta com a data. Espero que a continuação do tratamento não fique paralisada em uma burocracia que possa prejudicar a saúde do meu pai. Agradeço a ajuda do jornal”, disse Cibelle. 

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.