Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Aposentado cobra celular do Carrefour

Cliente afirma que no site da empresa consta que houve tentativa de entrega, mas ele diz que informação está errada

São Paulo

O aposentado Livino Ribeiro, 65 anos, da Vila Tolstoi (zona leste), conta que comprou um celular no site do Carrefour, por R$ 530 à vista, com prazo de entrega de cinco dias úteis. Porém, ele reclama que, até o momento, não recebeu o aparelho.

O leitor relata que acompanhou o status da venda no site da rede e, para a sua surpresa, constava a informação de que foi realizada uma tentativa de entrega do produto em sua residência, mas a empresa afirma que não havia ninguém em casa no momento. 

“O Carrefour usou de má-fé. Disseram que foram entregar no dia 13 de dezembro, às 7h26. Eu estava em casa sim neste dia e horário. E eles têm a audácia de dizer o contrário. É um absurdo”, diz o aposentado.
Ribeiro conta que entrou em contato com a central de atendimento do Carrefour diversas vezes, mas, até o momento, a situação não foi resolvida. 

O aposentado Livino Ribeiro, 65 anos, conta que comprou um celular no site do Carrefour, mas, até o momento, não recebeu o aparelho - Fabiano de Vito/ Folhapress

“Registrei inúmeras reclamações, anotei protocolos de atendimento, mas não adiantou. Fico pendurado na linha e, de repente, desligam. Simplesmente ninguém toma providências”, queixa-se o leitor à reportagem.
“Peço a intervenção do Defesa do Cidadão, pois não sei mais a quem recorrer. Quero o meu celular. Paguei à vista. Não posso perder o dinheiro e ficar por isso mesmo. Estou me sentindo desrespeitado”, afirma Ribeiro.

Aparelho foi extraviado

O Carrefour lamenta o ocorrido e informa que o pedido do cliente foi extraviado. A empresa diz ainda que, após entrar em contato com o cliente para esclarecer o ocorrido e para oferecer alternativas para solucionar o problema, o consumidor informou que irá retornar mais tarde com uma resposta. Em novo contato com o Agora, o leitor confirmou a ligação da empresa. “Querem devolver o valor que paguei à vista em dez dias úteis. É inaceitável. Preciso desse dinheiro para comprar outro aparelho.”

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.