Trabalhadores nascidos em agosto recebem PIS nesta terça

Servidores públicos com inscrição final 1 também poderão sacar o Pasep

Fábio Munhoz
São Paulo

Começa nesta terça-feira (18) o pagamento do abono salarial do PIS para trabalhadores nascidos em agosto. Também estará disponível o saque do Pasep para servidores públicos com número de inscrição final 1. O valor a ser sacado varia entre R$ 88 e R$ 1.045, dependendo da quantidade de dias trabalhados no ano-base 2019.

O funcionário da iniciativa privada recebe pela Caixa Econômica Federal. Para isso, deve utilizar o Cartão Cidadão com a senha cadastrada em terminais de autoatendimento, agências bancárias, lotéricas e no correspondentes Caixa Aqui. Já os servidores públicos recebem pelo Banco do Brasil por crédito em conta ou saque em agências.

O calendário de pagamento do PIS é definido de acordo com o mês de aniversário dos trabalhadores. O primeiro lote, para trabalhadores nascidos em julho, começou a ser pago no mês passado. O último lote, que será para os aniversariantes de maio e junho, será disponibilizado em março de 2021.

Para os servidores, o calendário do Pasep é feito de acordo com o número final da inscrição. Aqueles com final 0 receberam em julho, enquanto os que têm final 1 também podem sacar a partir de hoje. Os beneficiários com finais 8 e 9 terão acesso ao dinheiro em março. O saque do abono salarial 2020/2021 poderá ser feito até o dia 30 de junho do ano que vem.

O crédito é liberado antecipadamente para correntistas da Caixa com direito ao PIS e clientes do Banco do Brasil com direito ao Pasep. O beneficiário pode optar por realizar transferência (TED) para conta de mesma titularidade em outras instituições financeiras nos terminais de autoatendimento do BB ou no portal www.bb.com.br/pasep, ou ainda efetuar o saque nos caixas das agências. Os bancos têm recomendado aos clientes que, durante o período da pandemia do coronavírus, busquem preferencialmente o atendimento pelos canais digitais

Quem tem direito

Para poder receber o abono salarial, o trabalhador deve estar inscrito no PIS há pelo menos cinco anos. Também é necessário que o requerente tenha trabalhado com carteira assinada por mais de 30 dias em 2019, recebendo remuneração mensal média de até dois salários mínimos (R$ 2.090).

É necessário ainda que o trabalhador tenha todos os seus dados informados corretamente pelo empregador na Rais (Relação Anual de Informações Sociais) ou no eSocial, de acordo com a categoria da empresa.

No caso dos servidores públicos, o recebimento está atrelado à inscrição no Pasep. Os demais critérios são os mesmos de quem atua na iniciativa privada: mínimo de 30 dias trabalhados em 2019, renda média de até dois salários mínimos e informações corretas na Rais.

Consultas

O trabalhador que deseja verificar se tem direito ao PIS, consultar qual é o valor a ser recebido e checar a data de pagamento, pode acessar o aplicativo Caixa Trabalhador ou o site http://www.caixa.gov.br/abonosalarial/. Também é possível obter informações pelo telefone 0800 726 0207.

A consulta para os servidores deve ser feita ao Banco do Brasil por meio dos telefones 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 729 0001 (demais cidades) ou pela central Alô Trabalhador (158).

Confira o calendário de pagamento do PIS

Nascidos em Recebem a partir de Recebem até
Julho 16/07/2020 30/06/2021
Agosto 18/08/2020 30/06/2021
Setembro 15/09/2020 30/06/2021
Outubro 14/10/2020 30/06/2021
Novembro 17/11/2020 30/06/2021
Dezembro 15/12/2020 30/06/2021
Janeiro 19/01/2021 30/06/2021
Fevereiro 19/01/2021 30/06/2021
Março 11/02/2021 30/06/2021
Abril 11/02/2021 30/06/2021
Maio 17/03/2021 30/06/2021
Junho 17/03/2021 30/06/2021

Veja as datas para o saque do Pasep

Final da inscrição Recebem a partir de Recebem até
0 16/07/2020 30/06/2021
1 18/08/2020 30/06/2021
2 15/09/2020 30/06/2021
3 14/10/2020 30/06/2021
4 17/11/2020 30/06/2021
5 19/01/2021 30/06/2021
6 e 7 11/02/2021 30/06/2021
8 e 9 17/03/2021 30/06/2021


Fontes: Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.