Ford Ranger muda pouco no visual, mas fica mais tecnológica

Picape chega à linha 2020 lendo placas e freando sozinha

Fernando Pedroso
São Paulo

As picapes médias estão ficando cada vez mais luxuosas e carregadas de itens tecnológicos, com o perdão do trocadilho. É o caso da Ranger, que chegou à linha 2020 nesta semana.

Houve uma pequena alteração visual, com a nova grade e para-choque, mas vai ser difícil de notar essas diferenças nas ruas. A versão mais cara também ganhou novas rodas. Por dentro, há apenas trocas de revestimentos no painel e nos bancos.

Na parte de engenharia, a picape ganhou uma nova suspensão que melhora o conforto. Outra novidade é a tampa da caçamba com assistente de abertura e fechamento, que reduz de 12 kg para 3 kg o peso equivalente na sua movimentação.

A Ranger deixa de ser oferecida com motor flex. São duas opções a diesel, um 2.2 de 160 cv e um 3.2 de cinco cilindros com 200 cv. A transmissão pode ser manual ou automática e tração nas quatro rodas ou só no eixo traseiro.

No pacote tecnológico, a bruta ganhou equipamentos até então restritos aos carros de luxo. Com ajuda de duas câmeras e um radar, a picape pode parar sozinha ao detectar um pedestre ou outro obstáculo. O sistema funciona entre 5 km/h e 80 km/h.

A função de reconhecimento de sinais de trânsito usa as mesmas câmeras para rastrear as placas na pista, alertando o motorista sobre os limites de velocidade na tela multimídia. 

Piloto automático adaptativo --que mantém a velocidade conforme o carro que vai à frente-- e sistema de permanência em faixa também continuam a ser itens exclusivos da Ranger.

O preço da picape começa em R$ 128.250 na versão XLS 2.2 automática 4x2 já com sete airbags, ar-condicionado digital de duas zonas, central multimídia, rodas 17" e painel digital.

A versão pode ter tração nas quatro rodas com câmbio manual ou automático (veja os preços na tabela abaixo).

A configuração XLT acrescenta detalhes cromados, bancos de couro, rodas 18", sensor de chuva, monitoramento da pressão dos pneus, faróis com projetores e regulagem de altura e retrovisor interno fotocrômico. A versão é sempre 4x4 com motor 3.2 e câmbio automático de seis marchas.

A topo de linha é a Limited, equipada com os novos itens tecnológicos descritos acima.

A versão básica XL será vendida com o visual antigo somente para frotistas.

Preços

XL 2.2 diesel 4x2 MT: R$ 132.320
XLS 2.2 diesel 4x2 AT: R$ 128.250
XLS 2.2 diesel 4x4 MT: R$ 147.520
XLS 2.2 diesel 4x4 AT: R$ 154.610
XLT 3.2 diesel 4x4 AT: R$ 176.420
Limited 3.2 diesel 4x4 AT: R$ 188.990

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.