Descrição de chapéu Zona Sul

Suspeito de matar ator Rafael Miguel responde por nove crimes

O comerciante de 48 anos matou o ator de Chiquititas e os pais do jovem no domingo

Alfredo Henrique
São Paulo

O comerciante Paulo Cupertino Matias, 48 anos, suspeito de ter matado a tiros o ator Rafael Henrique Miguel, 22 anos, e os pais do jovem, Miriam Selma Miguel, 50, e João Alcisio Miguel, 52, tem uma ficha criminal com ao menos nove crimes registrados entre 1990 e 1999.

A mulher do comerciante disse à polícia que ele era violento com a família e tinha ciúme da filha, segundo um policial que acompanhou o depoimento.

Retrato de Paulo Cupertino Matias
O comerciante Paulo Cupertino Matias, 48 anos, suspeito de matar o ator Rafael Henrique Miguel, 22 anos, e os pais dele - Divulgação

O atirador foi indiciado por furtos no início da década de 1990, como em 1992. Em 1993, ele foi acusado de ter participado de um assalto a banco no litoral paulista. No mesmo ano, foi indiciado por associação criminosa e por fuga da polícia. E ainda acusado por mais três roubos. 

O triplo homicídio ocorreu no domingo, na Pedreira (zona sul da capital paulista). Matias atirou em Miguel, na mãe do jovem e no pai do ator. Eles morreram em frente à casa do atirador, que fugiu em seguida. 

O ator, que foi o personagem Paçoca, da novela infantil “Chiquititas”, do SBT, ganhou também fama pelo comercial de TV em que aparecia brigando com a mãe para comer brócolis. O jovem e seus pais foram enterrados nesta segunda-feira.

Após o triplo assassinato, Matias teria fugido em um Volkswagen Up vermelho. A polícia constatou, pelas placas, que o carro pertence a uma pessoa sem relação com o atirador. E investiga se o veículo era dublê, ou seja se é um carro roubado com documentação e placas adulteradas. ​

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.