Descrição de chapéu Vigilante Agora

Túneis da cidade de SP estão com problemas na iluminação

Locais também estão sujos, com falta de hidrantes e servem de moradia a sem-teto

Elaine Granconato

Importantes vias de conexão entre os bairros para fluência do trânsito, os túneis da capital ainda são marcados pela iluminação fraca ou até mesmo a falta dela em alguns casos. Há ainda problemas com asfalto irregular, falta de equipamentos de segurança, como câmeras de monitoramento e extintores de incêndio, além de ausência de placas de sinalização, desde identificação dos nomes até o limite de velocidade.

Túnel sob a praça Rooselvelt na Consolação, na região central de SP - Rubens Cavallari/Folhapress

A equipe do Vigilante Agora percorreu 18 deles na última terça e quarta-feira, inclusive retornou em 17, assim como ocorrido em reportagem publicada no dia 18 de dezembro de 2017. Praticamente, a situação encontrada foi a mesma.

É o caso do túnel localizado em Itaquera (zona leste), mais especificamente ao lado da Arena Corinthians, na avenida José Pinheiro Borges. Além de várias luzes queimadas, as poucas existentes são fracas. O local estava ainda sujo.

Iluminação à parte, o asfalto das vias é outro item de reclamação. "Quando eu passo com cliente, só ando a 20 km/h, porque o carro pula demais", diz o motorista Alexander Inácio da Silva, 38 anos, que mora em Cotia (Grande SP), mas trabalha diariamente na capital e circula por vários deles.

Silva se refere ao túnel Dr. Euryclides de Jesus Zerbini, entre as avenidas Lineu de Paula Machado e Waldemar Ferreira, na zona oeste. O asfalto está em condições péssimas, com buracos e ondulações acentuadas.

De todos os locais visitados, o túnel Fernando Vieira de Mello, que liga as avenidas Rebouças e Eusébio Matoso, na região da zona sul, é o que apresenta a pior condição. Além de goteiras, há ainda o risco de uma luminária pendurada por único fio cair em cima de um veículo.

Resposta

Em nota, a Prefeitura de São Paulo, sob gestão Bruno Covas (PSDB), diz que equipes do Ilume (Departamento de Iluminação Pública) vistoriaram os túneis e “os reparos necessários estão sendo agendados junto à Companhia de Engenharia de Tráfego”.

A Secretaria Municipal das Subprefeituras irá vistoriar as situações dos extintores de incêndio. Também diz que lava os túneis semanalmente e o recolhimento de lixo será intensificado. Sobre o túnel José Roberto Fanganiello Melhem, o acolhimento “não foi aceito por nenhuma das 67 pessoas [46 homens, 14 mulheres e sete transexuais, entre 18 e 56 anos] que ficam no local, mas quatro encaminhamentos para saúde foram realizados, além de quatro para regularização de documentos e três para almoço e higiene pessoal”.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.