Telescópio no interior de São Paulo permite a qualquer um ver outros planetas

Equipamento em Amparo (133 km de SP) foi construído por empresário e professor de astronomia

Regiane Soares
São Paulo

​Há quem diga que o céu é o limite para sonhar. Se for verdade, o limite do sonho do professor de astronomia e empresário Carlos Eduardo Mariano, 48 anos, é do tamanho das imagens que o telescópio que ele mesmo construiu é capaz de captar.

Com 650 milímetros de diâmetros, o telescópio é a mais nova atração do Polo Astronômico de Amparo, localizado na cidade de mesmo nome a 133 quilômetros de São Paulo. 

Com o equipamento no interior do estado é possível ter mais que uma visão nítida de planetas, mas uma experiência incrível com o que há além da terra.

O telescópio é do tipo refletor, ou seja, usa espelhos e lentes. Já os refratores, que aproximam os objetos como o zoom de uma câmera fotográfica, usam só lentes.

O telescópio refletor de Amparo tem dois espelhos. O maior é ligeiramente côncavo é o que capta a luz dos astros e a reflete para outro espelho, menor e plano, que desvia a imagem para a lente por onde olhamos.

“Assim como o olho humano, o telescópio depende da luz para enxergar o que está longe. Porém, nossa visão é limitada ao tamanho do nosso olho. No caso do telescópio, quanto maior a área que coleta a luz, no caso o espelho, maior é a capacidade de vermos o que está distante”, disse Carlos.

Segundo o professor, o telescópio foi projetado por ele e sua equipe aqui no Brasil, mas algumas partes vieram do exterior. A óptica, ou seja, os espelhos, vieram da Alemanha. O investimento total no equipamento não foi divulgado pelos responsáveis.

Mas conseguir construir e colocar em funcionamento o telescópio foi um grande feito para o professor para divulgar a astronomia. Segundo ele, o equipamento é o maior privado do país aberto à visitação pública.

O alcance óptico do telescópio de Amparo só perde para outros dois equipamentos em operação no país, mas que são de uso exclusivo em pesquisa: em Minas Gerais e em Pernambuco.

Detalhes

A oportunidade de ver, por meio de um telescópio, alguns dos planetas do sistema solar é ter a certeza de que não estamos sós no universo. Independentemente da idade, as reações são cheias de emoção e as mais diversas interjeições a cada vez que o visitante olha para o céu.

Com céu sem nuvens, é possível ver a lua, inclusive os detalhes das crateras, júpiter e algumas de suas luas e saturno com seus anéis.

Mas a aventura no Polo Astronômico de Amparo começa um pouco mais tímida, no planetário, onde são apresentadas imagens digitalizadas de várias galáxias, nebulosas e constelações em sessões que duram 15 ou 30 minutos.

Depois é a hora de ver os astros pelo telescópio. É possível ver a lua detalhes de sombra e luz com nitidez.
Depois é a vez de ver júpiter com seus tons de bege, suas duas faixas marrons e até um redemoinho que indica a tempestade que acontece por lá há séculos.

Mas o grande astro da noite é mesmo saturno com seus anéis. É incrível a nitidez que o telescópio mostra o planeta, todo branco, com os círculos em volta. Realmente não estamos sós.

Visibilidade

Construir um espaço para divulgar e estudar a astronomia foi a realização de um sonho do empresário Carlos Eduardo Mariano, 48 anos. Ele conta que desde jovem trabalhou em planetários. Pegou tanto gosto pelo que há além da atmosfera da terra que acabou criando uma empresa que faz manutenção em planetários em todo o país.

Mas construir o polo de astronomia só foi possível em 2015, após comprar o terreno em uma área rural de Amparo, cidade escolhida pelo clima e pela pouca poluição do ar.

Apesar de o Polo Astronômico de Amparo ser uma área particular, cuja visitação é possível por meio de pagamento de ingresso (veja mais informações abaixo), uma lei municipal garante a preservação do local como “sítio de observações astronômicas” e proíbe construções com iluminação direta em uma raio de até um 1,2 quilômetro. Segundo Carlos, é uma forma de a luz não atrapalhar a visualização de estrelas e planetas a olho nu.

Em noites de céu sem nuvens e sem lua, é possível ver quase toda a formação da via láctea, da qual o sistema solar faz parte.

Serviço

Onde fica
Polo Astronômico de Amparo
Rodovia Benevenuto Moretto, Km 29
 
Visitação
Aos sábados
Das 18h às 22h 

Ingresso
R$ 30 - Adultos
R$ 15 - Estudantes, professores, idosos e portadores de necessidades especiais
 
Mais informações
www.poloastronomicoamparo.com.br
Telefone: (19) 3326-8264
WhatsApp: (19) 99295-9586 ou (19) 99412-1902 
 
Fonte: Polo Astronômico de Amparo

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.