Descrição de chapéu Grande SP

Motorista de aplicativo é morta a tiros em Diadema

Mulher de 46 anos iria pegar passageiras na saída de um baile funk quando foi abordada pelos ladrões

Alfredo Henrique
São Paulo

Uma motorista de aplicativo de transporte de 46 anos morreu após ser baleada por um ladrão, que tentou assaltar a vítima na saída de um baile funk, por volta das 23h deste domingo (15), em Diadema (ABC). Adriana Márcia de Almeida acelerou seu carro no momento em que o bandido entrou no veículo e acabou sendo baleada. O ladrão não havia sido identificado até a publicação desta reportagem. 

A motorista de aplicativo Adriana Márcia de Almeida, 46 anos, morreu dentro de seu carro após ser baleada por um ladrão, que tentou assaltá-la por volta das 23h deste domingo (15) em Diadema (ABC) - Reprodução/TV Globo

Segundo uma das duas passageiras que estavam com Adriana, o ladrão impediu que a porta direita traseira do veículo fosse fechada, logo após as duas clientes embarcarem. Quando o criminoso entrou no carro, anunciando o assalto, Adriana acelerou e colidiu com a lateral direita de seu Nissan Tiida vermelho contra um caminhão. 

No momento em que a motorista bateu o carro, o ladrão atirou uma vez, atingindo a região do pescoço da vítima. O ladrão pulou do carro ainda em movimento e fugiu a pé, sem levar nada de Adriana e das duas passageiras, uma operadora de telemarketing e uma atendente, ambas de 20 anos. Adriana morreu no local, segundo a polícia. 

Cerca de 20 minutos antes da tentativa de assalto, o mesmo criminoso roubou outro motorista de aplicativo de 41 anos na mesma avenida onde Adriana foi morta. Segundo o condutor disse à polícia, o ladrão, usando um revólver, lhe obrigou a destravar as portas de seu Renault Sandero preto. 

O criminoso embarcou no banco traseiro do veículo e ordenou para que o motorista entregasse o celular que estava no painel. Além disso, o bandido levou R$ 80 da carteira da vítima. Pouco depois, houve a morte de Adriana.   

A vítima deixa um filho de 24 anos e uma neta de 3. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.