Motoboy é acusado de matar vizinha de seis anos usando solvente

Criança e madrasta, que sobreviveu, foram encontradas pelo pai da menina quando ele voltou do trabalho

Alfredo Henrique
São Paulo

Um motoboy de 53 anos foi preso acusado de matar sua vizinha, uma criança de seis anos, usando um pano com solvente, por volta das 4h deste domingo (27), em São Caetano do Sul (ABC).  A madrasta da menina, de 30 anos, foi encaminhada ao hospital, intoxicada por thinner, mas passa bem. 

Investigações policiais preliminares indicam que o acusado e as vítimas costumam discutir com frequência. As motivações para o crime ainda são apuradas. 

Segundo a polícia, o pai da menina chegou em casa após trabalhar, durante a noite e a madrugada, como motorista de aplicativo de transporte de passageiros. No local, viu a filha inconsciente no chão e, ao lado dela, a mulher, que tomava conta da criança. 

O motorista afirmou à polícia que tentou reanimar a filha, fazendo massagem cardíaca, até a chegada dos bombeiros, que constataram a morte da criança ainda no local. O cheiro de solvente era tão forte que vizinhos conseguiram o sentir de suas casas. 

Após as vítimas serem encontradas, a polícia foi à casa do motoboy, onde foram encontrados o celular da madrasta da menina, um molho de chaves pertencentes também a ela, além de uma lata de solvente, semelhante ao usado para matar a criança. O homem foi preso em flagrante. Ele já foi preso, ainda de acordo com a polícia, por homicídio, roubo e furto. 

A polícia ainda vai ouvir o depoimento da madrasta, para compreender a dinâmica do crime. Não é descartada a possibilidade de que o suspeito tenha abusado sexualmente das vítimas. Exames foram solicitados para constatar isso.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.