Prefeitura de Guarujá decreta estado de calamidade pública

Quinze pessoas morreram e ao menos 200 estão desabrigadas na Baixada Santista

A Prefeitura de Guarujá (86 km de SP) também decretou estado de calamidade pública por causa das consequências da forte chuva que atingiu a cidade na madrugada desta terça-feira (3). São Vicente (72 km de SP) também já havia adotado a mesma medida nesta terça.

Deslizamentos causaram a morte de 15 pessoas morreram e cerca de 200 estão desabrigadas. Além disso, a Defesa Civil informou que há 32 desaparecidos.

Guarujá recebeu a quantidade de chuva que era espera para todo o mês de março em apenas um dia, segundo a Defesa Civil. 

Deslizamento de terra no Morro do Macaco Molhado, no Guarujá, nesta terça-feira. - Eduardo Anizelli/Folhapress

A Secretaria de Educação suspendeu as aulas do município. Pelo menos seis escolas estão acolhendo as famílias que ficaram desabrigadas. Outras unidades educacionais estão abertas para receber doações.

Segundo a Prefeitura do Guarujá, sob gestão de Válter Suman (PSB), o transporte público da cidade teve alterações de percursos. Além disso, há problemas no abastecimento de água, energia elétrica e telefonia.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.