Descrição de chapéu Coronavírus

Taxa de ocupação de UTIs na capital paulista passa dos 90%

Segundo a Prefeitura de SP, sistema de saúde deve colapsar em 15 dias

São Paulo

A cidade de São Paulo está com 91% dos leitos de UTIs da rede municipal ocupados, de acordo com dados divulgados neste domingo (17) pela gestão Bruno Covas (PSDB).

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo, ao todo, são 1.900 pacientes internados com Covid-19 na rede municipal, sendo 491 pessoas em leitos de UTIs e 370 com ventilação mecânica.

Os dados atualizados pela administração municipal ainda apontam que são 135.381 casos suspeitos de coronavírus na cidade, 38.605 casos confirmados e 2.832 mortes pela doença em São Paulo.

Outros 3.235 óbitos aguardam a confirmação e são considerados suspeitos. O que poderiam totalizar 6.067 mortes por Covid-19 na capital paulista.

Em um mês cresceram em 446,6% o número de mortes na cidade. Em 09 de abril foram registrados 1.110 óbitos, já em 16 de maio, 6.067 mortes. O número de notificações diárias da doença chegou a 3.787, de acordo com a prefeitura da cidade.

Segundo Edson Aparecido dos Santos, secretario municipal da Saúde, o sistema de saúde da cidade deve colapsar em 15 dias.

Em entrevista coletiva neste domingo (17), ele afirmou que no sistema privado da cidade já estão ocupadas 97% das UTIs para Covid-19 e 76% das enfermarias que atendem pacientes da doença. Além disso, ele informou que seis hospitais públicos estão com lotação máxima.

"Em 15 dias o sistema de saúde de São Paulo estará comprometido. Infelizmente, tudo que fizemos e estamos fazendo está sendo insuficiente diante do avanço da doença na cidade", disse ele.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.