Gustagol entra no fim e salva o Corinthians contra a Ferroviária

Com gol do artilheiro, Timão arranca empate em jogo de ida das quartas de final

Luciano Trindade
São Paulo

 A estrela de Gustagol voltou a brilhar, desta vez, na Fonte Luminosa. Após quase um mês sem atuar por causa de uma lesão, ele entrou no segundo tempo da partida contra a Ferroviária e marcou o gol de empate do Corinthians, 1 a 1, em Araraquara.

Com o resultado, o Timão precisa de uma vitória simples na quarta-feira, às 21h30, em Itaquera, para avançar às semis. Em caso de novo empate, a decisão será nos pênaltis.

Gustavo comemora o gol anotado pelo Corinthians sobre a Ferroviária, em Araraquara, no jogo de ida das quartas de final do Paulista
Gustavo comemora o gol anotado pelo Corinthians sobre a Ferroviária, em Araraquara, no jogo de ida das quartas de final do Paulista - Celio Messias/UAI

As duas equipes tiveram posturas parecidas no primeiro tempo. Ambas pressionaram bastante a saída de bola, tentando criar jogadas em algum erro rival.

Apesar de boa movimentação, sobretudo do lado corintiano, não houve nenhuma chance clara nos primeiros 45 minutos de partida.

Apenas chutes de fora da área levaram algum perigo às metas de Cássio e Tadeu. O arqueiro alvinegro, no entanto, teve de deixar a partida no intervalo. Durante a primeira etapa, ele sentiu um desconforto na região do quadril, chegou a seguir em campo, mas deu lugar a Walter no segundo tempo.

O Gigante passou a ser dúvida para o duelo de volta e será avaliado hoje, no CT.

Fora a mudança por necessidade médica, Carille resolveu não promover alterações em sua equipe após o intervalo mesmo com a dificuldade que o time teve para criar jogadas pelo meio-campo.

Cobrados pelo treinador, os jogadores passaram a arriscar mais. Pedrinho, por exemplo, recebeu uma bola dentro da área e soltou uma bomba. Ela desviou no zagueiro e o meia pediu toque de mão. Após consultar o VAR, o árbitro mandou o jogo seguir, logo aos 4min.

Cinco minutos depois, a Ferroviária respondeu. Desta vez, Diogo Mateus foi quem soltou uma bomba e surpreendeu Walter: 1 a 0.

Vendo a dificuldade de sua equipe, Carille resolveu colocar em campo Gustagol e Jadson nos lugares de Pedrinho e Ralf. Mesmo assim, demorou para o time criar uma chance de clara de gol.

A oportunidade só veio aos 42min, quando Clayson cruzou e Gustagol empurrou para o fundo da rede e decretar  o 1 a 1.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.