São Paulo e Palmeiras empatam e decisão fica para domingo que vem, no Allianz

São Paulo

O desafio entre juventude e experiência foi marcado pela igualdade. São Paulo e Palmeiras ficaram no 0 a 0 no primeiro jogo das semifinais do Paulistão, neste sábado (30), no estádio do Morumbi. O duelo de volta será no Allianz Parque, no próximo domingo (7).

Antes de a bola rolar, o técnico Felipão deu a deixa, antevendo o equilíbrio em campo: “A juventude (são-paulina) preocupa, assim como a experiência (palmeirense) preocupa”. E foi o que se viu: inclusive com ao menos uma bola na trave, ambas no primeiro tempo, para cada time. De um lado, os meninos tricolores apostaram nas arrancadas pelas laterais, principalmente com Antony pela direita, seguidos por cruzamentos para a tentativa de conclusão de Pablo.

Deyverson, do Palmeiras, disputa lance com o volante Hudson, do São Paulo, no jogo de ida da semifinal do Campeonato Paulista, no Morumbi
Deyverson, do Palmeiras, disputa lance com o volante Hudson, do São Paulo, no jogo de ida da semifinal do Campeonato Paulista, no Morumbi - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Do outro lado, a experiência fez a diferença pelos pés do atacante Dudu, o mais efetivo no ataque alviverde. Aos 22min, ele arriscou chute da intermediária e acertou o poste esquerdo da meta de Tiago Volpi. Antes, porém, as principais ações ofensivas surgiram dos pés dos jovens jogadores da equipe tricolor, sempre com velocidade e tabelas curtas. Aos 27min, o lance mais incisivo: Liziero cruzou da esquerda, Pablo escorou de cabeça e mandou no travessão.
 

Dudu, claro, foi o protagonista do lance mais polêmico: aos 37min, entrou na área e caiu após ser tocado nas costas pelo lateral Reinaldo. O juiz deu o penal, mas recorreu ao VAR. Depois de cinco minutos, voltou atrás na decisão.

O equilíbrio prosseguiu no segundo tempo, com as equipes mantendo suas características. O São Paulo chegou a marcar aos 7min, com Arboleda. Mas o juiz apontou a falta de Bruno Alves, que se apoiou nas costas do adversário antes de escorar a bola. Até o final, sobrou emoção. Faltou o gol.
 

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.