Em Itaquera, Timão encara o Goiás e tenta encostar no G-4

Corinthians busca a vitória para ficar a um ponto do 3º e do 4º colocados

Luís André Rosa

Chegou o momento de Corinthians e Goiás igualarem seus jogos à maioria dos competidores. Nesta quarta-feira (7), em Itaquera, as duas equipes se enfrentam em partida que era para ter sido realizada no dia 1º de junho, pela sétima rodada do Brasileirão.

A partida foi adiada por causa do confronto dos corintianos pela Copa Sul-Americana. A equipe jogou no dia 30 de maio contra o Deportivo Lara, na Venezuela, pela segunda fase do torneio, e não teria tempo suficiente de descanso para o duelo com os goianos.

O meia-atacante Pedrinho é uma das armas do Corinthians para furar a defesa do Goiás no confronto desta quarta-feira (7), em Itaquera, válido pela 7ª rodada do Brasileiro.
O meia-atacante Pedrinho é uma das armas do Corinthians para furar a defesa do Goiás no confronto desta quarta-feira (7), em Itaquera, válido pela 7ª rodada do Brasileiro. - Daniel Augusto Jr. - 23.jul.19/Ag. Corinthians

Apesar de ter empatado o Dérbi com o Palmeiras, por 1 a 1, no domingo (4), e estar a 12 pontos do líder Santos, o encontro é todo propício para o Alvinegro manter a sua escalada e continuar sonhando em brigar pela taça.

Caso consiga somar os três pontos, a equipe do técnico Fábio Carille chegará a 23 pontos, diminuirá a diferença para o Peixe e assumirá a quinta colocação, a um ponto de Flamengo, o terceiro colocado, e Atlético-MG, o quarto, que estão empatados com 24 pontos.

Como manda a cartilha do treinador, o pensamento da equipe é jogo a jogo. Além disso, os corintianos não escondem que a Copa Sul-Americana _clube está nas quartas de final e vai encarar o Fluminense_ pode se tornar a prioridade, caso a distância para o líder fique difícil de ser alcançada.

“A gente tem que trabalhar quietinho, tem duas competições difíceis, temos tudo para chegar lá na frente. Temos um grupo forte, unido, isso ajuda a gente a comer pelas beiradas, quietinho”, disse o zagueiro Manoel, autor do gol no Dérbi.

O segundo ponto que deixa a responsabilidade da equipe paulista ainda maior é o momento conturbado do elenco goiano. Nas últimas quatro rodadas, o Esmeraldinho sofreu as duas maiores goleadas desta edição do torneio: 6 a 1 para Flamengo e Santos.

Isso causou a queda do técnico Claudinei Oliveira. O Goiás será comanda nesta quarta-feira pelo preparador físico Robson Gomes.

Emprestados pelo Timão, por força de contrato, o zagueiro Yago e os meias Giovanni Augusto e Marlone não encaram o ex-clube.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.