Verdão leva empate no final e segue em jejum

Após a Copa América, Alviverde completa sexto jogo seguido sem vitória

Luís André Rosa

Enquanto teve Dudu em campo, que anotou o gol, o Palmeiras parecia que iria vencer a primeira partida no Brasileiro após a pausa para a Copa América, mas recuado e sem o camisa 7, a equipe levou o empate do zagueiro David Braz, jogador que foi criado nas categorias de base do Verdão.

Com o 1 a 1, o Palmeiras segue o seu calvário no pós Copa América. A equipe completou a sexta partida sem vitória no Brasileiro e caiu para a terceira posição. O Alviverde tem 30 pontos, empatado com o Flamengo, mas perde no critério de desempate número de vitórias: 9 a 8. O líder é o Santos, 32 pontos, uma partida a menos.

O atacante Dudu comemora o seu gol
O atacante Dudu comemora seu gol, que abriu o placar na partida contra o Grêmio; capitão alviverde marcou o seu quinto no Campeonato Brasileiro. - Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Foi o primeiro da série de três partidas seguidas contra o Grêmio. Os dois clubes trataram esse confronto como o menos importante. Assim, os dois treinadores, o gremista Renato Gaúcho e o palmeirense Felipão, não escalaram força máxima.

Ao Palmeiras bastou ter o atacante Dudu contra os reservas do Grêmio. Posicionado pelo lado direito do setor ofensivo, o camisa 7 transformou esse setor em uma avenida para destruir a marcação do adversário.

Para que isso funcionasse, apesar de Felipão dizer que não foi sua orientação, os seus atletas deixaram o Tricolor gaúcho tocar à vontade e esperar para dar o bote no contragolpe.

O lance letal ocorreu aos 14min. No passe certeiro do meia Hyoran, Dudu recebeu na área e, com o seu pé esquerdo, finalizou rasteiro e acertou o canto direito do goleiro Júlio César.

O grande problema do Palmeiras foi não ter conseguido aproveitar outros lances assim. Tivesse mais competência nos lançamentos e arremates, tinha matado no primeiro tempo.

Na etapa final, os contra-ataques rarearam. Primeiro porque o Grêmio melhorou o toque de bola. Segundo porque os palmeirenses fecharam os espaços à frente da área e não deixaram o rival penetrar no setor.

Só que a retranca deixou um caminho livre para os avanços de quem não costuma aparecer muito com a bola nos pés no ataque. Em um lance que começou de um lateral que era do Palmeiras, a bola chegou ao zagueiro David Braz. Ele percebeu o campo com espaço, aos 44min, chutou de longe e marcou um golaço.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.