Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Em meio a um mar de idiotas e idiotices, tem mata-mata decisivo

Vitor Guedes
São Paulo

Ô, ô, ô, ô, ô, gente estúpida, ô, ô, ô, ô, ô, gente hipócrita... Alô, povão, agora é fé! Da série "obladi, oblada, blá-blá-blá", os semianalfabetos musicais Beatles não compuseram coisa nenhuma e não serviam para afinar a guitarra do filósofo alemão Theodor Adorno; a Terra é plana, a curvilínea Paolla Oliveira, também; controle da posse de bola ganha jogo, embora ganhar não valha nada --o legal mesmo é o goleiro jogar com os pés--; o supervalorizado Real Madrid não iria dar nem para o cheiro se jogasse a Série Baba do Campeonato Brasileiro; os badalados Liverpool e Manchester City só vão disputar o título do Campeonato Inglês ("Premier League" é fronhice de colonizado fanático que chama suruba de "gang bang") porque o Flamengo, que deixaria ambos comendo poeira, disputa o Campeonato Brasileiro"

Jogadores do Athletico-PR comemoram gol contra o Grêmio, na semifinal da Copa do Brasil
Jogadores do Athletico-PR comemoram gol contra o Grêmio, na semifinal da Copa do Brasil - 4.set.2019/Divulgação/Twitter @AthleticoPR

Dito isso, como transformações desejadas não acontecem por vias democráticas, tratemos, ditatorialmente, do que eu quiser porque a coluna se chama Caneladas do Vitão --e é minha-- e ninguém manda em mim! E eu decidi tratar da decisão da Copa do Brasil, aquela competição em que, embora seja o principal mata-mata do nosso futebol, a primeira decisão, nesta quarta-feira (11), em Curitiba, acontece em uma data Fifa. É o armagedon!

Apesar do calendário patético, a premiação e o interesse do respeitável público, que prefere 818 vezes o mata-mata ao interminável pontozzz corridozzz, faz de Athletico-PR x Inter um confronto muito mais importante do que, por exemplo, Flamengo x Santos, que, no próximo sábado, define o "título simbólico" do primeiro turno, que, à vera, não é título e só é simbólico.

O Furacão jamais foi campeão da Copa do Brasil, e o Internacional só deu a volta olímpica nesta competição há 27 anos, no longínquo 1992. Palpite: Athletico-PR 1 x 0 Colorado.

É dia de final! 

Viva o mata-mata!

Nelson Rodrigues: "Os idiotas vão tomar conta do mundo; não pela capacidade, mas pela quantidade. Eles são muitos".

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na banca!

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.