Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Tricolor de Diniz para Fla no louco futebol brasileiro

Vitor Guedes

Tá todo mundo louco, oba, tá todo mundo louco, oba... Alô, povão, agora é fé! Dizer que o futebol brasileiro enlouqueceu é ignorar que ele nunca foi bonzinho das ideias, mas a rapaziada exagerou na dose do xarope!

Fernando Diniz, que fracassou de forma retumbante no Athletico-PR e no Fluminense, substituindo Cuca e estreando empatando em 0 a 0 com o Flamengo no São Paulo; é Rogério Ceni, demitido do Cruzeiro após oito jogos, estudando voltar para Fortaleza como se não tivesse largado o clube na mão para assumir a Raposa; é o próprio Cruzeiro, que trouxe Ceni porque supostamente queria jogar de forma ofensiva, apostando em Abel, aquele que foi demitido do Flamengo por jogar defensivamente; é o “burro” Oswaldo e o “vagabundo” Ganso tretando na beira do gramado e o treinador, que mandou o dedo médio para a torcida e que recebeu o time de Diniz na zona da degola e entregou fora, demitido...

Atacante Pablo encara o lateral direito Rodnei
O atacante são-paulino Pablo encara a marcação do lateral direito Rodnei, do Flamengo; na partida no Maracanã, as duas equipes empataram sem gols . - Rubens Chiri/saopaulofc.net

Dentro desse mar de falta de racionalidade, o vice-líder Palmeiras, que venceu todos os cinco jogos que fez na era Mano Menezes, visita o Internacional, no Beira-Rio, palco onde perdeu e foi eliminado da Copa do Brasil, precisando engatar o sexto triunfo para continuar na perseguição ao favorito Flamengo.

Já o Corinthians, que agora só tem o interminável Campeonato Brasileiro de pontozzz corridozzz para disputar, não luta pelo caneco apesar do discurso em sentido oposto do presidente Andrés Sanchez, recebe o Vasco de olho na briga com o Inter por uma das vagas na próxima Libertadores, competição que, certamente, contará com as presenças de Flamengo e Palmeiras, além do Athletico-PR, confirmado oficialmente desde que levantou a Copa do Brasil.

Quem também está nesta luta por uma vaguinha (de preferência, direta) na próxima competição continental, apesar da queda vertiginosa de desempenho, é o Santos, que recebe o CSA com a obrigação de se reabilitar na competição. Haja loucura!
 

Edgar Allan Poe: “Tornei-me insano, com longos intervalos de uma horrível sanidade”. 
Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na banca!

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.